março 5, 2024 07:22

Seinfra já comprometeu 15% do orçamento autorizado para o ano de 2020

spot_img

A Secretaria de Estado de Infraestrutura e Região Metropolitana de Manaus (Seinfra) já comprometeu 15% do orçamento total autorizado para a pasta durante o ano de 2020. Conforme informações do Portal da Transparência até a data desta sexta-feira, 22. Dos R$ 431,9 milhões autorizados pelo Governo do Estado para a secretaria, a pasta já pagou um montante superior a R$ 65 milhões.

A secretaria teve uma dotação inicial de R$ 279,7 milhões, mas, o valor autorizado foi de R$ 431,9 milhões.  A pasta já empenhou um montante de R$ 165,8 milhões, desses, liquidou R$ 65,2 milhões e fez pagamentos no total de R$ 65 milhões, sendo pagos no exercício anterior um montante de R$ 45 milhões.

Dos valores comprometidos pela Secretaria, e entre os maiores gastos da pasta, a Construtora Etam recebeu empenhos até esta sexta-feira, no montante de R$ 19,3 milhões. A pasta de infraestrutura também comprometeu recursos no montante de R$ 28,1 milhões para a empresa feito por meio de pagamentos por serviços prestados, além de quitar dívidas de R$ 38 milhões de serviços prestados em exercícios anteriores.

Outra empresa que recebeu parte da ‘fatia’ dos recursos comprometidos pela Seinfra, a C D C Empreendimentos Ltda EPP, que aglutinou empenhos que somaram R$ 9,5 milhões, além de R$ 4,3 milhões de pagamentos por serviços prestados para a secretaria, além de R$ 3,8 milhões de valores para quitação de dívidas de exercícios anteriores.

Também representando outro gasto elevado por parte da Secretaria, conforme informações do Portal da Transparência, a empresa Pontual           Serviços de Locação e Construção Ltda, recebeu uma fatia um montante de R$ 9 milhões que foi pago pela Seinfra. A empresa aglutinou, ainda, um total de R$ 1,1 milhão que foram pagos por prestação de serviços em exercício anterior.

Maiores custos

A Seinfra representa para o Governo do Estado o 8º maior custo, perdendo apenas para pastas como a Secretaria de Fazenda (Sefaz) que representa gastos já autorizados no valor de R$ 3,8 bilhões, a Secretaria de Educação (Seduc) tem custos autorizados no montante de R$ 2,9 bilhões, Polícia Militar (PM) com 1,3 bilhão, a Secretaria de Saúde (Susam) com custos de R$ 1,2 bilhão, além da Polícia Civil que tem valor autorizado de R$ 659,7 milhões e a Universidade do Estado do Amazonas (UEA) com recursos de R$ 459,4 milhões.

Em relação as secretarias que já comprometeram parte dos seus recursos com pagamentos, a Seinfra passa a ocupar a 10º posição, perdendo para Sefaz, UGPE, Seap, UEA, PC, PM, Seduc, Susam e Sefaz, além da AmazonPrev.

Últimas Notícias

Projeto de Caio André que beneficia atletas de jiu-jítsu avança na CMM

O Projeto de Lei nº 145/2023, que busca isentar a taxa de inscrição em eventos esportivos para atletas praticantes...

Mais artigos como este

error: Conteúdo protegido!!