março 5, 2024 07:03

Depois de Isaac Tayah, vereador Cláudio Proença apresenta sintomas do Covid-19

spot_img

Momentos depois de o vereador Isaac Tayah (DC) afirmar que testou positivo para o coronavírus (Codiv-19), o colega parlamentar Cláudio Proença (PL) disse ao O Poder na tarde desta terça-feira, 24, que está com alguns sintomas do vírus, como dor de garganta e espirros, mas, como não apresentou febre, preferiu ficar em casa. Cláudio Proença disse que está tomando medicamentos para garganta e vitamina C.

Tayah confirmou que testou positivo para o Covid-19, mas, que deverá fazer a contraprova. “Minha filha estava no isolamento em casa, ela é médica e deve ter contraído no hospital, acredito que peguei dela. Quatro pessoas da minha casa fizeram o exame, mas, somente eu e minha filha testamos positivo para o vírus”, contou o vereador.

O parlamentar afirmou que não apresentava nenhum dos sintomas do Covid-19, como tosse, coriza ou febre, mas, por precaução, resolveu fazer o exame. “O médico David (Uip), infectologista e secretário de saúde de São Paulo está com o Covid-19. Assim como eu, não apresentou sintomas”, relatou o vereador.

Médico de profissão, Isaac Tayah fez um prognóstico negativo em que 60% da população deverá contrair o vírus, e que a melhor medida é cumprir com as determinações do Ministério da Saúde (MS), lavando as mãos constantemente, usando álcool em gel e máscaras. “O importante é prevenir e manter a calma nesse momento de pandemia”, disse o vereador.

Orientações

Procurado pela reportagem, o presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), Joelson Silva (PSDB), informou que o departamento médico da casa está acompanhando o caso de  Issac Tayah e orientou que todos os vereadores façam os exames, e principalmente, os assessores.

O vereador Diego Afonso informou que ficará atento a possíveis sintomas e que tomou a iniciativa de se isolar. “Estou isolado, mas, havendo os sintomas, vou procurar a rede pública para atestar o exame. O importante é não se precipitar, o momento é ter cautela. No mais, a prioridade são os vereadores com sintomas”, frisou.

Gilvandro Mota (PTC) disse que vai seguir o protocolo e aguardar. “Nós não temos testes para toda a população, então, a prioridade é para quem apresentar os sintomas. Eu estou bem, estou cumprindo a determinação de quarentena, em casa. Caso apresente sintomas, aí farei o exame”, disse.

O vereador professor Fransuá afirmou que a realização dos exames ainda está sendo avaliado pelos colegas parlamentares. “No momento a notícia que temos é que há poucos kits de testes disponíveis, e a minha preocupação é tirar a oportunidade de alguém com quadro grave realizar o teste. Visto que não apresento nenhum sintoma e estou em isolamento domiciliar há sete dias. Apesar de não ter tido contato direto com o vereador Isaac, pretendo continuar na quarentena mesmo sem sintomas e recomendo que todos os manauaras façam o mesmo”, ressaltou.

Sem sintomas

A vereadora professora Jacqueline (Podemos), disse que não considera fazer o exame, até pelo fato de ela não apresentar sintomas do coronavírus. A mesma opinião são dos vereadores Hiram Nicolau (PSD) e Marcelo Serafim (PSB), de que não irão fazer o teste. Já o vereador David Reis (PV) afirmou que deverá seguir todas as recomendações do Ministério da Saúde.

Elias Emanuel (PSDB) disse que está em casa e se sentindo bem, por isso, não ver a necessidade de fazer o exame. “Penso que o exame deve ser utilizado por quem tem recomendação médica”, disse destacou o parlamentar.

Sem apresentar sintomas, o vereador Chico Preto (DC) disse que não deverá ficar em isolamento o maior tempo possível. Também sem sintomas, o vereador Bessa (SD), afirmou que só irá procurar ajuda médica caso seja necessário, e deverá continuar na quarentena.

A vereadora Glória Carratte (PRB) afirmou que não vê a necessidade de fazer o exame, uma vez que não apresentou sintomas do vírus. “Só irão fazer os exames quem realmente precisem. Graças a Deus estou bem”, ressaltou a parlamentar.

Mirtes Salles (PL) afirmou que não pretende fazer o exame, até pelo fato de não apresentar sintomas. “Acredito que só quem deve fazer o exame é quem tem os sintomas. Estou em quarentena com meu filho em casa, estamos bem, e não vejo a necessidade de fazer o exame”, salientou o parlamentar.

Cautelosos

Já o vereador Fred Mota (PL) afirmou que deverá fazer o exame, mas, que aguarda a posição do presidente da CMM. O vereador Sassá da Construção (PT), também confirmou que deverá fazer os exames do Covid-19.

Gilmar Nascimento (PSD) disse que acredita que todos os colegas parlamentares deveriam fazer o exame. “Nossa atividade é de contato com a população e, no plenário, também recebemos várias personalidades. Nessa relação, não sabemos qual interação das pessoas entre si e, isso nos coloca em risco. Precisamos cuidar de todos”, disse o parlamentar.

No aguardo

O parlamentar Dr. Alonso (PTC) disse que está bem e cumprindo a determinação das autoridades de quarentena. “Caso seja devidamente comprovado o caso do Isaac, certamente me colocarei a disposição dos procedimentos médicos”, disse o vereador.

O vereador Márisson Roger informou que também aguarda a confirmação do colega Isaac Tayah e estará aberto para fazer qualquer exame, caso seja preciso. “Por precaução, estou em casa com minha família”, disse o parlamentar.

 

Henderson Martins, para O Poder

Foto: Montagem

Últimas Notícias

Projeto de Caio André que beneficia atletas de jiu-jítsu avança na CMM

O Projeto de Lei nº 145/2023, que busca isentar a taxa de inscrição em eventos esportivos para atletas praticantes...

Mais artigos como este

error: Conteúdo protegido!!