fevereiro 29, 2024 11:21

Covid-19: Em mensagem a secretários, Bi Garcia proíbe quem defender posições de Bolsonaro

spot_img

Em uma mensagem de áudio enviada a seus secretários, assessores, diretores e coordenadores de sua gestão, num grupo de whatsapp, o prefeito de Parintins, Frank Bi Garcia, afirmou que vai tomar medidas mais duras se ainda receber informações ou prints de conversas de sua equipe entrando na ‘guerra’ ideológica para defender o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). (Áudio no final da matéria).

“Pelo amor de Deus, parem de estar nessa lenga-lenga. Não gostaria mais de estar lendo em grupos de whatsapp declarações de assessores nossos, coordenadores de cargos de confiança entrando nessa ‘baixaria’ de defender o presidente Bolsonaro. Temos um foco, que é trabalhar para evitar mais mortes aqui em Parintins, trabalhar para evitar a contaminação de pessoas, salvar vidas”, disse o prefeito no áudio.

O município de Parintins, distante a 369 quilômetros de Manaus, tem dois casos registrados de coronavírus e, a primeira morte no Estado vítima da doença também foi registrada no município. Um empresário de 49 anos morreu na semana passada, após ficar internado em Manaus, no HPS Delphina Aziz.

A preocupação de Bi Garcia tem sentido, já que a divisão do país se acirrou na última semana depois que o presidente Bolsonaro veio a público, num pronunciamento em cadeia nacional, defendendo o fim do isolamento social e o retorno das atividades do país.

Além disso, ele capitaneou uma campanha publicitária pelo fim da quarentena e apoiar carreatas de empresários pelo Brasil com a mesma finalidade. Em Manaus, um grupo de empresários, sob o comando do superintendente da Suframa, Alfredo Menezes, realizou uma carreata na sexta-feira, 27, e planejam uma outra para esta segunda-feira, 30.

Ainda na mensagem à sua equipe de governo, Bi Garcia endureceu o tom e afirmou que, sua política de governo é uma só e, quem não estiver satisfeito que “peça para sair ou então vou mandar embora porque não aguento mais isso”.

Apesar de criticar essa postura, o prefeito amenizou, afirmando que tem dois conceitos do presidente: que ele acerta no atacado, mas erra no varejo. “Acho até que ele acerta muito nas ações e está errando na fala, na boca”, disse Garcia.

Ouça o áudio

 

Da Redação O Poder

Foto: Divulgação

Últimas Notícias

PF realiza operação contra fraudes em benefícios do INSS

A Superintendência da Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira, 29, em Manaus, a Operação Acta Passio, que visa...

Mais artigos como este

error: Conteúdo protegido!!