junho 19, 2024 10:51

COVID-19: Proposta da Prefeitura de Manaus prevê R$ 300 para informais e catadores

spot_img

A Prefeitura de Manaus enviou nesta quarta-feira, 1°, a mensagem n° 64/2020 à Câmara Municipal de Manaus (CMM), em que cria uma bolsa-auxílio emergencial para trabalhadores informais e ambulantes no valor de R$ 300.

O auxílio é um socorro a estes trabalhadores que não poderão trabalhar neste período da pandemia do coronavírus e vai vigorar por 2 meses. A proposta deve tramitar em regime de urgência na Câmara, adiantou o líder do prefeito na casa, vereador Marcel Alexandre (Podemos).

De acordo com o parlamentar, projeto beneficia mil pessoas físicas comerciantes e prestadores de serviços informais ou ambulantes, já devidamente cadastrados e acompanhados junto à Secretaria Municipal de Agricultura, Abastecimento, Centro e Comércio Informal (Semacc), além de 274 pessoas físicas catadores dos projetos de coleta seletiva sob responsabilidade da Secretaria Municipal de Limpeza Urbana (Semulsp).

Outro projeto

Ainda de acordo com o líder do prefeito na CMM, Arthur Neto encaminhou para a apreciação dos vereadores o Projeto de Lei n° 65 que institui Política Municipal de Práticas Integrativas e Complementares na rede de assistência à saúde do município de Manaus, que visa estimular os mecanismos naturais de prevenção de doenças e da recuperação da saúde por meio de tecnologias eficazes e seguras adotando o caráter holístico, que considera o ser humano na sua conjugação corpo, mente e espírito.

“Essas temáticas estão relacionas a acupuntura; homeopatia; fitoterapia; antroposofia; termalismo social/crenoterapia; arteterapia; ayuverda; biodança; dança circular; meditação; musicoterapia; naturopatia; osteopatia; quiropraxia; reflexoterapia; reiki; shantala; terapia comunitária integrativa; yoga; apiterapia; aromaterapia; bioenergética; constelação familiar; cromoterapia; geoterapia; hipnoterapia; imposição de mãos; ozonioterapia; e terapia de florais”, ressaltou o parlamentar.

De acordo com o parlamentar, as práticas integrativas e complementares devem auxiliar no processo de cuidado à saúde, assumindo o papel de aliadas à medicina convencional já instituída no processo de tratamento, recuperação e promoção da saúde.

 

Henderson Martins, para O Poder

Foto: Hariel Fontenelle/O Poder

Últimas Notícias

Portaria divulga valores para acerto de contas do piso da enfermagem

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) informa que, após quase um ano, o Ministério da Saúde publicou a Portaria...

Mais artigos como este

error: Conteúdo protegido!!