julho 13, 2024 08:49

Partidos estão apreensivos com destino da eleição 2020, mas acatam qualquer decisão do TSE

spot_img

Com a iminência das eleições 2020 serem adiadas, por no mínimo dois meses, diretórios regionais de partidos políticos no Amazonas concordam com qualquer decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), caso ela se concretize

O presidente do diretório regional do Podemos, deputado estadual Wilker Barreto, explicou que o partido está caminhando “firme e forte” preparando o partido para o pleito que se avizinha.

“Estamos bem adiantados, temos nomes de peso no partido e acredito que teremos êxito tanto na capital quanto no interior. Temos uma dificuldade por conta da quarentena, mas, continuamos os trabalhos home office estamos bem articulados para nossas pré-candidaturas”, disse.

Conforme Wilker Barreto, a sigla está trabalhando para formar chapa de vereadores dentro da situação em que vive o país e o mundo. “Depois da sessão plenária converso com os possíveis candidatos com ferramentas de aplicativos e teleconferência”, adiantou Barreto.

O presidente do diretório regional do PSC, Miltinho Castro, explicou que caso a haja a decisão de suspensão do pleito, o partido deverá acatar. “A composição de chapa é daqui uns dois ou três mês, que vai de 20 de julho a 5 de agosto, nesse período vamos ver como estará essa pandemia e analisar como vai se comportar a Justiça eleitoral”, afirmou.

Miltinho Castro disse que o partido já vem se organizando desde o ano passado, com isso, seus diretórios nos municípios do interior já estão todos basicamente montados. “Para se adequar nesse momento de crise por conta do coronavírus, nós montamos grupos do WhatsApp e usando outras redes sociais para se comunicar com nossos possíveis pré-candidatos”, disse o dirigente.

Para o secretário-geral do MDB, Miguel Capobiango, a possível anulação ou suspensão do pleito dependerá de uma decisão superior, mas, que todos deverão acatar. “Até pelo fato de ser uma decisão que envolve todo mundo. Assim como foi adiado as Olimpíadas, se caso for adiado a eleição, é algo natural e teremos que estar preparados”, ponderou.

Capobiango disse que a pandemia que o país e o Amazonas vem passando alterou completamente a rotina de todos. “Estamos trabalhando home office. A filiações foram de forma digital. Essa foi a forma que encontramos para oficializar as filiações mais recentes, neste momento que não podermos fazer reuniões”, disse o secretário-geral.

O presidente do DC municipal, Sirlam Cohen, ressaltou a questão do coronavírus é algo que preocupa bastante, mas, o partido deverá esperar por uma decisão das autoridades. “Vamos ficar nesse aguardo, para saber se vão prorrogar o prazo para as filiações partidárias, ou até, mesmo, se houver a anulação do pleito. Caso haja essa decisão, não acataremos, mas, é algo bastante apreensivo”, disse.

Sirlam Cohen ressaltou que a chapa está completamente formada, que a preocupação é com a eleição em si. “Daqui a pouco não se poderá fazer convenção ou reunião. Não existe política sem fazer reunião. Por isso, estamos preocupados de uma forma geral”, destacou.

Ele adiantou, ainda, que nesta etapa, o partido está trabalhando os nomes com maior viabilidade de participar do pleito.

‘Prioridade é a saúde’

O presidente do diretório regional do Avante, David Almeida, disse que aquilo que for decidido pela TSE ou pelo Congresso Nacional, o Avante vai acatar. “Que a prioridade seja salvar a vida das pessoas, cuidar da saúde e manter a geração de empregos”, disse Almeida.

David Almeida explicou que o partido já fez todas as reuniões de filiação, que a sigla fez o dever de casa e só estão esperando o prazo eleitoral para fechar as questões junto a Justiça Eleitoral.

O presidente do diretório regional do PT, deputado Sinésio Campos, explicou que é bastante difícil trabalhar com previsões futuras em relação às eleições. Que ninguém pode prever o que deve acontecer com a pandemia relacionada ao Coronavírus.

“Se não conseguir resolver o problema do coronavírus, automaticamente irá prejudicar todo o processo eleitoral”, ressaltou.

As convenções partidárias para a escolha dos candidatos que irão disputar as eleições 2020 deverão ser realizadas de 20 de julho a 5 de agosto.

 

Henderson Martins, para O Poder

Foto: Divulgação

Últimas Notícias

Silas, Dan e Joelson, são multados pelo TRE-AM

O Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) realizou o Cumprimento de Sentença (156) nº 0602254-08.2022.6.04.0000, referente a Representação por...

Mais artigos como este

error: Conteúdo protegido!!