março 4, 2024 23:04

Justiça dá prazo de 30 dias para que Hospital de Campanha comece a funcionar em Parintins

spot_img

Atendendo a uma ação civil pública ajuizada pela promotoria de Justiça da comarca de Parintins (a 369 quilômetros de Manaus) há duas semanas, a juíza titular da 1ª Vara do município, Juliana Arrais Mousinho, deu prazo de 15 dias para que a Prefeitura de Parintins e o governo do Estado iniciem as obras de um hospital de campanha na cidade e, 30 dias, para que o espaço esteja, efetivamente, funcionando, sob pena de multa diária de R$ 25 mil para cada um dos descumprimentos.

A magistrada determinou ainda a ampliação em mais 6 leitos de UTI adulto no Hospital Regional Jofre Cohen, 3 leitos de UTI pediátricos e, 4 de UTI neonatal no Hospital Padre Colombo, conforme pedido feito pelo MP-AM na ação civil pública.

Juliana Arrais acolheu a argumentação da promotoria de Parintins, de que o município, mesmo sendo cidade-polo e com uma população de 114.273 habitantes, não possui leito de UTI adulto, sendo que o recomendado pelo Ministério da Saúde, conforme a população local, seria, de no mínimo, 28 leitos. Atualmente, a cidade possui 80 casos confirmados de coronavírus e 5 mortes.

Conforme o despacho da juíza, a decisão, por meio de liminar em favor do MP-AM, tem que ser cumprida imediatamente, tanto pelo Estado quanto pela Prefeitura de Parintins.

Confira a decisão:

Decisão UTI

 

Da Redação O Poder

Foto: Divulgação

 

Últimas Notícias

Projeto de Caio André que beneficia atletas de jiu-jítsu avança na CMM

O Projeto de Lei nº 145/2023, que busca isentar a taxa de inscrição em eventos esportivos para atletas praticantes...

Mais artigos como este

error: Conteúdo protegido!!