março 5, 2024 07:59

Em Manaus, secretário-executivo do MS confirma reforço de 270 profissionais da saúde para o setor

spot_img

O sistema de saúde do Amazonas vai ter o reforço, nos próximos dias, de 270 profissionais do ramo para atuar nas unidades de saúde no combate ao coronavírus. A informação foi confirmada pelo secretário-executivo do Ministério da Saúde, general Eduardo Pazuello, em uma transmissão ao vivo nas redes sociais do governo do Amazonas, na noite deste domingo, 3.

Na transmissão também estavam presentes o ministro da Saúde, Nelson Teich, e o governador do Estado, Wilson Lima (PSC). Pazuello e Teich estão em Manaus desde a tarde deste domingo e, onde permanecem até a manhã de terça-feira, 5.

Os dois vieram ver de perto como está o atendimento dos pacientes com a Covid-19 no Estado, que enfrenta um colapso em diversas frentes: falta de profissionais, de medicamentos, de equipamentos de proteção e aparelhos devido a uma grande demanda de doentes por coronavírus e superlotação nas unidades hospitalares.

Na transmissão, Pazuello afirmou que estes 270 profissionais, alguns de Manaus, estão sendo capacitados para atuar no enfrentamento à Covid-19 e, outras contratações podem acontecer, conforme a demanda.

‘Trabalho conjunto’

O Amazonas é o primeiro Estado do país que Teich visita, já na condição de ministro da Saúde. Na coletiva on-line, ele ressaltou que “é fundamental estar perto das pessoas, trabalhando em conjunto” e, que nesta nova etapa do Ministério, estão sendo mapeados as cidades para se identificar onde o coronavírus está crescendo mais rápido.

“Não trabalhamos mais de forma linear, mas onde o problema está acontecendo mais gravemente. Estados e municípios com nivel de risco estamos reforçando”, disse o ministro.

Teich disse ainda que o foco do Ministério da Saúde também é na parte de medicamentos e vacina e, adiantou que na próxima semana o país já deve ter o resultado preliminar de estudos que estão sendo feitos sobre a eficácia da Cloroquina na Covid-19.

O ministro acrescentou também que outra medida estratégica do MS é na produção interna de respiradores. Inclusive, ressaltou, os respiradores que vieram a Manaus nos últimos dias saíram de dentro da linha de produção, de uma fábrica instalada em São Paulo.

Material

Em sua fala, o governador Wilson informou que o Estado recebeu nos últimos dias 45 respiradores, sendo 25 de beira de leito e 20, que serão enviados ao interior do Amazonas.
“Também recebemos três toneladas de EPIs, máscaras, aventais e álcool em gel”, completou Lima.

Neste domingo, o Amazonas chegou a 6.683 casos positivos da Covid-19 e 548 mortos em 51 dias de pandemia.

 

 

Valéria Costa, para O Poder

Foto: Reprodução/O Poder

Últimas Notícias

Alfredo Nascimento é multado por irregularidades em contas partidárias

O Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) aplicou multa ao ex-senador Alfredo Nascimento. O órgão julgou desaprovadas as contas...

Mais artigos como este

error: Conteúdo protegido!!