junho 19, 2024 08:54

Em sessão remota do CAS, Alfredo Menezes minimiza queda da produção e fala do retorno do PIM

spot_img

Durante a segunda reunião do Conselho de Administração da Suframa (CAS) do ano – a primeira no modo virtual – o superintendente Alfredo Menezes informou que algumas empresas que integram o Polo Industrial de Manaus (PIM)  já retornaram suas atividades fabris e, segundo ele, o comércio também deve retornar até o final deste mês.

Na reunião virtual, que aconteceu na tarde desta quinta-feira, 7, foram apreciados 28 projetos industriais e de serviços que somam US$ 138 milhões de investimentos e foi presidida remotamente pelo secretário Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade (Sepec) do Ministério da Economia, Carlos da Costa, e contou com a participação, na videoconferência, além do superintendente da Suframa, Alfredo Menezes, da prefeita de Rio Branco, Socorro Neri, e de demais integrantes do Conselho.

“Caminhamos para a retomada da economia, com o retorno das atividades fabris de algumas industrias do PIM, além da reabertura do setor comercial, acreditamos que até o final de maio e início de junho. E dizer que estamos trabalhando para agregar novos segmentos ao Polo Industrial de Manaus, voltados para saúde, segurança e bionegócios”, destacou Menezes.

Na reunião, o superintendente minimizou os efeitos negativos na economia com a paralisação de boa parte das empresas do Distrito e, afirmou que, mesmo que haja uma queda na produção neste segundo trimestre, ela será “compatível”.

Segundo o superintendente, a grande maioria das empresas do PIM estão contribuindo de forma positiva no processo de enfrentamento da Covid-19, que contribuíram com doações, pesquisas, ou desenvolvendo novos produtos. “O nosso próprio Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA) trabalhou na produção de álcool em gel e na produção de kits de testes rápidos, entre outras coisas”, ressaltou.

A próxima reunião do conselho está agendada para 25 de junho, segundo adiantou o superintendente e, que nestes próximos meses os esforços serão para a retomada da economia, cuja tarefa está sendo trabalhada junto com os governos do Estado, Federal e Município.

Reunião 

Na reunião do CAS foram aprovados 28 projetos industriais e de serviços que somam US$ 138 milhões de investimentos, desses, 10 são de implantação e 18 de atualização, diversificação e ampliação, que estimam a geração de 1.119 postos de trabalho e de US$ 1 bilhão em faturamento adicional no Polo Industrial de Manaus nos três primeiros anos de funcionamento das linhas de produção.

Os destaques aprovados são para dois projetos para produção de condicionadores de ar do tipo janela das empresas Gree Electric e Semp TCL, que preveem, respectivamente, investimentos de US$ 10,1 milhões e US$ 13.9 milhões e a geração de 128 e 40 empregos. O projeto da empresa Gree Electric, por sinal, tem previsão de exportação de 75% de sua produção, o que poderá agregar futuramente aos indicadores de vendas externas do PIM. O que amentará as vendas externas.

Além de um projeto de diversificação da Magnum Indústria da Amazônia, visando à produção de relógios inteligentes (smartwatches), com investimento total de US$ 12.8 milhões e expectativa de geração de 30 empregos, e outra de diversificação da empresa Unicoba Energia, para produção de luminárias LEDs, com investimento de US$ 3.6 milhões e expectativa de geração de 31 empregos.

No transcurso da reunião, Alfredo frisou que o segmento de luminárias LEDs é um setor novo que está em implantação no PIM, “graças à aprovação do Processo Produtivo Básico (PPB) ocorrida em fevereiro deste ano”.

 

 

 

Henderson Martins, para O Poder

Foto: Reprodução

 

Últimas Notícias

Portaria divulga valores para acerto de contas do piso da enfermagem

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) informa que, após quase um ano, o Ministério da Saúde publicou a Portaria...

Mais artigos como este

error: Conteúdo protegido!!