fevereiro 26, 2024 03:09

Desprestigiada, CPI das ONGs fracassa no Senado e é encerrada de forma ‘melancólica’

spot_img

A CPI das ONGs ‘saiu’ após muita insistência do senador Plínio Valério (PSDB), que a presidiu. Desprestigiada pelo próprio parlamento, o descaso também foi observado por meio da grande mídia que não deu notoriedade às discussões propostas, levando ao seu encerramento de forma melancólica, sem grandes feitos.

Um dos poucos momentos – ou o único – em que a CPI das ONGs teve grande visibilidade foi quando Plínio convidou a ministra Marina Silva para uma das sessões.

No entanto, o que chamou atenção esteve longe da temática proposta pela investigação. O destaque foi o discurso de Marina acerca da conclusão da BR-319.

Nem o presidente da CPI se demonstrou entusiasmado ao comentar a conclusão dos trabalhos. Plínio usou as redes para dizer que “a luta persistirá”.

“O relatório da CPI das ONGs foi aprovado, mas isso não marca o fim. Representa o início de uma luta que persistirá entre nós amazônidas, visando apresentar o outro lado da narrativa do falso império do bem. Nosso objetivo é defender o direito ao desenvolvimento e exploração de nossas riquezas, assim como a autonomia e soberania de nossa região, lutando por oportunidades e direitos para os verdadeiros guardiões da floresta”, escreveu.

 

Da Redação O Poder 

Foto: Reprodução/Instagram

Últimas Notícias

“Devemos passar uma borracha no passado” diz Bolsonaro em ato.

Lideranças da direita brasileira e os apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro, que é investigado por tentativa de golpe entre...

Mais artigos como este

error: Conteúdo protegido!!