junho 17, 2024 16:10

Edson Mendes e vice são multados em R$ 21,2 mil por irregularidade eleitoral

spot_img

A juíza eleitoral Tamiris Gualberto Figuirêdo julgou parcialmente procedente um pedido de inelegibilidade contra o prefeito de Barcelos (a 401 quilômetros de Manaus), Edson Mendes, e sua vice, por abuso de poder econômico e de autoridade. O processo foi publicado na edição desta terça-feira, 19, do diário oficial do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), já disponível para consulta. 

A Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije) foi proposta por Radson dos Santos Alves e Janderci Loiola Fonseca sob a alegação que Edson Mendes e a vice, Professora França, cometeram ilícitos eleitorais que pudesse configurar o abuso de poder político e econômico, propaganda institucional antecipada, inauguração de obras públicas por representantes em período de vedação eleitoral, propaganda eleitoral irregular e até compra de votos. 

A magistrada aplicou uma pena pecuniária de R$ 21,2 mil, individualmente, ao prefeito Edson Mendes e à vice Professora França, por cederem servidores públicos da administração e usarem os serviços para comitês de campanha eleitoral durante horário de expediente normal. As outras hipóteses foram afastadas. 

Veja:

 

Priscila Rosas, para Portal O Poder 

Foto: Divulgação

Últimas Notícias

MP para salvar Amazonas Energia terá impacto de 0,4% na tarifa média no País

A solução endereçada à Amazonas Energia já foi testada durante a privatização da empresa em 2018 e o consumidor...

Mais artigos como este

error: Conteúdo protegido!!