fevereiro 23, 2024 05:00

OPERAÇÃO HIGEIA: TCU apontou favorecimento em contrato entre Sesau e empresa de ortopedia em 2023

Roraima – Em abril de 2023, o Tribunal de Contas da União (TCU) suspendeu o contrato de R$ 30 milhões entre a Secretaria de Saúde de Roraima (Sesau) e a empresa MedTrauma após auditores indicaram suspeitas de direcionamento de licitação e superfaturamento da contratação da empresa pelo Governo do Acre. A Sesau aderiu a Ata de Registro de Preços da Secretaria de Saúde do Acre (SESACRE).

Na manhã desta sexta-feira, 2, em conjunto com a Controladoria Geral da União (CGU), a operação Higeia para investigar a estrutura criminosa organizada que teria atuado para fraudar procedimentos licitatórios o contrato em questão.

Foram expedidos dez mandados de busca e apreensão pelo Tribunal Federal da 1ª Região, para serem cumpridos em Boa Vista/RR, Cuiabá/MT e Goiânia/GO, além da determinação para bloqueio de bens de mais de R$ 30 milhões dos investigados.

Conforme a Polícia Federal, as investigações indicam que a contratação foi feita sem um estudo técnico preliminar comprovando a necessidade interna do serviço, desconsiderando auditorias anteriores do TCU e da CGU que indicaram suspeitas de direcionamento de licitação e superfaturamento da contratação da empresa pelo governo do Acre.

Além disso, também foi ignorada a recomendação da própria Controladoria Geral do Estado de Roraima para a não contratação destes mesmos serviços.

 

Foto: Divulgação 

Últimas Notícias

Wilson Lima participa da posse do “itacoatiarense” Flávio Dino no STF

O governador do Amazonas, Wilson Lima, esteve presente na posse de Flávio Dino no Supremo Tribunal Federal (STF) nesta...

Mais artigos como este

error: Conteúdo protegido!!