abril 14, 2024 07:20

O que Bolsonaro não sabe de Alfredo Nascimento

spot_img

Enquanto o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) está apalavrado com o deputado federal Capitão Alberto Neto (PL-AM) de passar o comando do diretório estadual do Partido Liberal (PL) no Amazonas, visando as eleições municipais de 2024, o atual presidente estadual da sigla, Alfredo Nascimento, está atuando nos bastidores em negociações com o presidente nacional Valdemar Costa Neto, para passar o comando do partido para o prefeito de Manaus, David Almeida (Avante).

Operação da PF

Alfredo Nascimento, ‘desapareceu’ das redes sociais desde a operação da Polícia Federal (PF) realizada na última quinta-feira, 8 de fevereiro, que teve como alvo o ex-presidente Bolsonaro e aliados, investigados por tentar dar um golpe de Estado e invalidar as Eleições de 2022. O presidente do PL, Valdemar Costa Neto, chegou a ser preso.

Mesmo sendo ativo, principalmente com publicações de ataque ao PT, Alfredo só tem postado notas oficiais do PL e segue em silêncio sobre a operação e a situação delicada que o partido vive, com Valdemar e Bolsonaro proibidos de se falarem por determinação do Supremo Tribunal Federal (STF) e um levante contra o cacique dentro do PL. Alfredo nem chegou a defender seus “líderes” falando de uma perseguição, como outros colegas de partido.

Alertava

Conforme o pré-candiato Coronel Menezes alertava, está prestes a se cumpri a união entre a cúpula do PL e o prefeito de Manaus, David Almeida. Com a provável ligação de David Almeida com o PL, ele terá um bom tempo de TV e recursos eleitorais que vão fortalecer a sua campanha a reeleição, além de enfraquecer na corrida eleitoral e tirar do páreo para prefeito dos supostos candidatos numa chapa “puro sangue”, Alberto Neto para majoritário e do próprio Coronel Menezes que seria o vice-prefeito.

Influência de Bolsonaro

No inicio do ano, o ex-presidente Jair Bolsonaro resolveu um imbróglio instalado no diretório do PL-AM ao exercer o papel de líder e conciliador entre o deputado federal Capitão Alberto Neto e seu compadre e candidato ao senado, Coronel Menezes. As desavenças e farpas trocadas entre os aliados mudaram com a intervenção de Bolsonaro porque a eleição para a Prefeitura de Manaus é de suma importância para PL nacional.

Na capital amazonense, Bolsonaro ainda tem um alto índide de aprovação e na última eleição para presidente teve 61% das intenções dos votos em Manaus.

Da Redação O Poder

Ilustração: Neto Ribeiro

 

 

Últimas Notícias

Marcelo Ramos realiza evento com militância do PT

Pregando o diálogo, primeiro com os membros do Partido dos Trabalhadores e consequentemente com os partidos da federação que...

Mais artigos como este

error: Conteúdo protegido!!