abril 14, 2024 07:10

Amazonas registra em 2023 maior receita direta gerada por turistas pós-pandemia

spot_img

A receita total gerada pelo turismo no Amazonas ultrapassou a casa dos R$ 942 milhões na economia em 2023. O valor representa um aumentou 29,03%, em comparação com 2022, que teve receita de R$ 730,2 milhões, e o melhor índice para o setor desde o fim da pandemia da Covid-19.

O estado foi um dos mais afetados pela pandemia de Covid-19.

No período, a movimentação turística cresceu quase 5% com a chegada de mais de 381 mil visitantes ao estado. O bom desempenho foi puxado pelo aumento de 370% no fluxo de estrangeiros. Foram 65 mil turistas internacionais no período. Os dados são do levantamento divulgado pelo governo do Amazonas, por meio da Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur).

A pesquisa apontou que os locais de origem com mais turistas vindos para o Brasil foram os EUA (24,08%), Alemanha (9,65%), Colômbia (9,59%), Espanha (6,53%), França (4%) e Inglaterra (3%). Entre os nacionais, as principais origens foram de São Paulo (29,93%), Pará (11,06%), Roraima (7,33%), Distrito Federal (6,25%), Rio de Janeiro (6,25%).

Ainda segundo o levantamento, 34,87% dos turistas conheceram o Amazonas pela primeira vez e o tempo médio de permanência foi de 7 dias. Os municípios mais visitados são Manaus (84,59%), Presidente Figueiredo (14,02%), Parintins (6,23%), Tabatinga (5,72%), Iranduba (3,70%).

Segundo o governo do estado, a ampliação da malha aérea com novas rotas internacionais e nacionais, saindo da capital do Amazonas, podem ter contribuído para o aumento. Ao todo, o Aeroporto Internacional Eduardo Gomes registrou o fluxo de 2,6 milhões de passageiros.

Além disso, o fortalecimento da promoção do destino Amazonas em feiras nacionais e internacionais, qualificação de profissionais do segmento por meio de curso e workshop, programas de incentivo ao uso de energia limpa com o repasse de kit de painéis solares para comunidades indígenas e entregas de infraestrutura turística somaram as estratégias que impactaram no resultado.

Outro indicador positivo do setor foi a alta no Produto Interno Bruto (PIB) dos Serviços de Alojamento e Alimentação – indicador do turismo – que totalizou R$ 2,051 bilhões, em 2023, crescendo 2,56% frente aos R$ 2 bilhões de 2022, de acordo com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti).

 

Da Redação com informações da CNN Brasil

Foto: Divulgação/Amazonastur

Últimas Notícias

Marcelo Ramos realiza evento com militância do PT

Pregando o diálogo, primeiro com os membros do Partido dos Trabalhadores e consequentemente com os partidos da federação que...

Mais artigos como este

error: Conteúdo protegido!!