março 4, 2024 23:55

Crítico da atual gestão do governo do AM, oficial da PM diz estar sendo perseguido

spot_img

O tenente-coronel da reserva da Polícia Militar, Ubirajara Rosses, alvo de inquérito na PM, alega que está sendo perseguido pelo governo do Amazonas por criticar a omissão ou falta de ação do Estado com relação à ações efetivas no combate à Covid-19 nas suas redes sociais. Na terça, 14, ele publicou um vídeo onde afirmava que no dia seguinte diria quem manda no Estado.

Segundo o militar, ele seria ouvido na quarta, mas a audiência foi remarcada para o dia 22 de abril. Questionado pelo O Poder sobre as revelações que afirmou, ele disse que falará apenas no dia 22, na presença do advogado e em depoimento.

Na terça ao saber do que era alvo de inquérito, o militar questionou quais crimes teria cometido e alegava que o responsável não sabia dizer. Nesta quinta-feira, 16, ele disse que o Comandante-Geral da PM o informou que era por crime de ameaça contra o governo.

Questionado se teme pela sua vida, ele disse que: “Sei que o governo é capaz de tudo para ficar no poder, pois tentaram me intimidar claramente, mas não me acovardo porque a Polícia Militar toda está de acordo com o que falo e o que expresso, só sentem em não poder fazer o mesmo. Eles são a proteção que preciso”, disse.

 

Álik Menezes, para O Poder

Foto: Divulgação

Últimas Notícias

Projeto de Caio André que beneficia atletas de jiu-jítsu avança na CMM

O Projeto de Lei nº 145/2023, que busca isentar a taxa de inscrição em eventos esportivos para atletas praticantes...

Mais artigos como este

error: Conteúdo protegido!!