fevereiro 26, 2024 03:44

Chefe de Comunicação da Presidência foi contaminado com o novo coronavírus

spot_img

O secretário de Comunicação da Presidência da República, Fábio Wajngarten, foi contaminado com o novo coronavírus, informou a Secretaria de Comunicação (Secom) em comunicado nesta quinta-feira, 12.

Segundo a nota, o secretário está “cumprindo todas as recomendações médicas, em quarentena domiciliar, e só retornará ao seu trabalho quando não houver risco de transmissão da doença”.

De acordo com a Secom, o governo brasileiro já comunicou autoridades do governo norte-americano a ocorrência do evento para que adotem as medidas cautelares necessárias.

Wajngarten, que teve a contaminação confirmada em contraprova, acompanhou o presidente Jair Bolsonaro na viagem aos Estados Unidos nesta semana e esteve com o presidente norte-americano, Donald Trump, que disse não estar preocupado.

Com a confirmação, o presidente da realizou um teste para saber se também contraiu a doença. O resultado sairá na sexta-feira, 13. O receio dos médicos é que o presidente possa ser assintomático, ou seja estar infectado, mas sem apresentar os sintomas.

“O Serviço Médico da Presidência da República adotou e está adotando todas as medidas preventivas necessárias para preservar a saúde do Presidente da República e de toda comitiva presidencial que o acompanhou em recente viagem oficial aos Estados Unidos, bem como dos servidores do Palácio do Planalto”, acrescentou a Secom em nota.

Mais cedo, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, tinha dito que o presidente seria monitorado se o teste para coronavírus realizado pelo secretário de Comunicação desse positivo. A pasta afirmou, no entanto, que não irá se pronunciar sobre o caso do chefe da Secom.

Entre o final da tarde e o início da noite da quarta-feira, 11, o grupo que viajou para os EUA passou a receber ligações do gabinete da Presidência pedindo que, diante de qualquer sintoma, fizesse o comunicado imediatamente e procurasse um hospital militar em Brasília para fazer os exames. Bolsonaro completa 65 anos no dia 21.

Com informações da Reuters

 

Últimas Notícias

“Devemos passar uma borracha no passado” diz Bolsonaro em ato.

Lideranças da direita brasileira e os apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro, que é investigado por tentativa de golpe entre...

Mais artigos como este

error: Conteúdo protegido!!