junho 19, 2024 10:56

Alejandro poderá deixar prisão se comprovar que pertence a grupo de risco do Covid-19 

spot_img

Preso desde a segunda-feira, 16, quando a juíza da 2ª Vara do Tribunal do Juri, Ana Paula Braga, decretou o retorno à prisão, Alejandro Valeiko, filho da primeira-dama de Manaus, Elizabeth Valeiko, poderá deixar a cadeia se conseguir comprovar que pertence a algum grupo de risco para contágio do novo coronavírus (Covid-19). Confira o documento no final da matéria.

Alejandro, que estava em liberdade desde dezembro do ano passado, voltou para cadeia por força de uma liminar expedida pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ). Após decretada a prisão preventiva expedida pela juíza Ana Paula, Alejandro foi encaminhado ao 19° Distrito Integrado de Polícia (DIP), na Zona Oeste da cidade.

Agora, a magistrada solicita que a defesa de Valeiko, no prazo de 48 horas, informe se ele integra algum grupo de risco para o contágio pelo novo coronavírus e, em caso positivo, que seja devidamente apresentado documentos comprobatórios nos autos do processo. A juíza determinou, ainda, que a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), no prazo de 24 horas, informe se Alejandro está em cela individual ou compartilhada.

O edital de intimação foi publicado na tarde desta quinta-feira, 18, na movimentação da consulta processual do e-Saj.

Defesa 

A defesa de Alejandro Valeiko não descartou a possibilidade de seu cliente deixar a cadeia, caso comprove pertencer ao grupo de risco do coronavírus. Alejandro é apontado pelo Ministério Público do Estado (MP-AM), como um dos autores da morte do engenheiro Flávio Rodrigues, 29, em setembro de 2019.

Veja o documento na íntegra:

 

 

Henderson Martins, para O Poder

Foto: Divulgação

Últimas Notícias

Portaria divulga valores para acerto de contas do piso da enfermagem

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) informa que, após quase um ano, o Ministério da Saúde publicou a Portaria...

Mais artigos como este

error: Conteúdo protegido!!