junho 15, 2024 06:07

Após fala de Bolsonaro na TV, Suframa levanta dados da indústria para se posicionar

spot_img

Depois do pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na noite desta terça-feira, 24, pedindo para os brasileiros voltarem à sua normalidade, a Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) iniciou na manhã desta quarta-feira, 25, tratativas com o setor econômico, interno, sobre diversas áreas da indústria. Após o levantamento, a autarquia pretende divulgar os dados.

Nesta terça, 24, diversas fábricas do Polo Industrial de Manaus (PIM) anunciaram paralisações que podem deixar mais de dez mil trabalhadores em casa durante este período crítico. Gigantes como a Moto Honda e a Yamaha também anunciaram que vão parar suas atividades nos próximos dias.

As tratativas da Suframa, dirigida pelo superintendente Alfredo Menezes, um dos principais aliados de Bolsonaro no Amazonas, iniciaram após o presidente falar que certas autoridades estão tomando medidas além da normalidade, se referindo às medidas tomadas pelos governadores.

“São verdadeiros donos dos seus Estados e municípios, proibindo tráfego de pessoas, de rodovias, fechando empresas e comércios. Bem, nós temos aproximadamente 38 milhões de autônomos no Brasil que estão parados. As empresas não estão produzindo nada, e se a economia entrar em colapso, não teremos dinheiro para pagar o setor público, o caos está aí”, disse o presidente, em seu pronunciamento em cadeia nacional de televisão e rádio.

A paralisação das empresas instaladas no Polo Industrial de Manaus foi outra situação que fez com que a Suframa iniciasse um processo de levantamento de informações junto ao setor econômico interno.

 

Henderson Martins, para O Poder

Foto: Divulgação

Últimas Notícias

RR: Relatora que irá julgar Denarium é escolhida no TSE

Em parecer enviado ao Tribunal Superior Eleitoral, a Procuradoria-Geral Eleitoral defendeu a cassação do governador de Roraima Antonio Denarium...

Mais artigos como este

error: Conteúdo protegido!!