junho 17, 2024 16:12

Prefeito de Milão pede desculpas por ter defendido retorno de atividades

spot_img

Há exatamente um mês atrás, no dia 27 de fevereiro de 2020,o governo italiano promoveu uma campanha chamada de #MilãoNãoPara, com o objetivo de retornar as atividades socioeconômicas na cidade e no país.Na ocasião, o prefeito da cidade de Milão,Giuseppe Sala, foi um dos pioneiros na campanha.

Ela recomendava que a população não adotasse mais o isolamento social e o confinamento. Também exaltava os milagres feitos todos os dias pelos cidadãos de Milão e seus resultados econômicos importantes.

“Porque, a cada dia, não temos medo. Milão não para”, dizia o vídeo.

Na época da campanha, a Itália havia registrado 14 mortes, hoje um mês depois, o país registra mais de 9 mil mortes.

O prefeito de Milão, Giuseppe Sala, admitiu ter errado ao apoiar a campanha “Milão não para”, que pedia que a cidade não paralisasse suas atividades no início da pandemia de coronavírus na Itália.

O mea culpa de Sala, do Partido Democrático, foi feito durante o programa “Che tempo che fa”, que foi ao ar na televisão italiana no último domingo (22). De acordo com o prefeito da cidade de 3,1 milhões de habitantes, foi um erro defender a não interrupção da vida normal.

Foto: G1

 

Últimas Notícias

MP para salvar Amazonas Energia terá impacto de 0,4% na tarifa média no País

A solução endereçada à Amazonas Energia já foi testada durante a privatização da empresa em 2018 e o consumidor...

Mais artigos como este

error: Conteúdo protegido!!