maio 19, 2024 19:06

COVID-19: Wilson Lima anuncia R$ 25 milhões de crédito para o setor primário

spot_img

O governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), anunciou, na manhã desta quarta-feira, 1º, que o Estado vai renegociar dívidas dos produtores na Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam), reduzir taxas de juros para operações de crédito rural, a disponibilização de R$ 25 milhões para linhas de crédito com aplicação no interior e na capital e a compra de 50% da produção de feirantes que participavam das feiras itinerantes da Agência de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (ADS).

Segundo o governador, as medidas são para amenizar os prejuízos causados por conta da pandemia do novo coronavírus no setor primário do Amazonas. O anuncio foi feito por meio de entrevista coletiva on-line na manhã desta quarta.

Uma das primeiras medidas anunciadas foi a prorrogação por 180 dias das dívidas dos produtores e piscicultores, além da redução da taxa de juros para operações de crédito rural. “Eles (produtores e piscicultores) precisam procuram a Afeam para renegociar essas dívidas e prorrogar as parcelas”, disse o secretário de Produção Rural, Petrucio Magalhães, que estava presente à coletiva.

Lima também anunciou a disponibilização de R$ 25 milhões através do Fundo de Micro e Pequenas Empresas para linhas de crédito com aplicação mínima de 60% para o interior do Estado. “Isso daí é destinado para produtores rurais, pecuaristas, feirantes da ADS e também cooperativas”, disse o governador.

Segundo o secretário de Produção Rural, esse montante será utilizado também para atuar nos programas Pré-Mecanização, Pró-Calcário, Pró-Mudas e Pró-Sementes. “Esse agricultor tem que procurar o IDAM, que vai elaborar esses projetos para colocar esses recursos para os municípios”, disse.

Merenda escolar 

O governador também anunciou que continuará comprando os produtos dos produtores rurais cadastrados no Programa de Regionalização da Merenda Escolar (Preme) e que esses produtos serão doados para instituições sociais e essa doação será feita pela Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), pela Secretaria de Estado de Assistência (Seas) e pelo Fundo de Promoção Social, já que as aulas na rede estadual estão suspensão até 30 de abril.

Outra medida informada é que o governo do Estado comprará 50% da produção dos feirantes que participam das feiras itinerantes da ADS, que estão suspensas. Esses alimentos também serão doados para instituições de caridade cadastradas nas secretarias estaduais que atuam nessa área.

Comércio

O governador Wilson Lima também anunciou que as lojas agropecuárias estão liberadas para funcionar e o tráfego nas estradas e federais para mercadorias. “Da mesma forma que essa trafego continua permitido para mercadorias nos rios.”

 

Álik Menezes, para O Poder

Foto: Reprodução

Últimas Notícias

Lucenildo lidera com triplo de votos em Alvarães, diz Pontual Pesquisas

O Instituto Pontual Pesquisas realizou estudo eleitoral no município de Alvarães (a 530 quilômetros de Manaus) entre os dias...

Mais artigos como este

error: Conteúdo protegido!!