junho 17, 2024 12:53

Gargalo da Covid-19 no AM está na ampliação de leitos de UTI, diz titular da Semsa

spot_img

Com 200 casos positivos em 19 dias desde que apareceu a primeira confirmação de paciente com coronavírus no Amazonas, o grande gargalo para a doença, atualmente, são os leitos de UTIs, que precisam ser ampliados, caso o vírus avance no Estado e apareçam quadros clínicos graves. A afirmação é do secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi, dada durante tribuna popular virtual na manhã desta quarta-feira, 1º, na Câmara Municipal de Manaus (CMM).

Ele integra o Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus (Covid-19), no Amazonas.

Magaldi explicou aos vereadores que a Prefeitura de Manaus vem participando de reuniões junto com o Governo do Estado, a Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), Secretaria Estadual de Saúde (Susam) e a Agência Nacional de Vigilância em Saúde (Anvisa), no comitê de enfrentamento criado parar discutir e apresentar proposta de combate ao coronavírus.

“No dia de ontem (terça-feira, 31), tivemos uma reunião de forma virtual na presença do governador (Wilson Lima) e do prefeito Arthur Neto (PSDB), e o grande problema na questão da ampliação dessas unidades de UTIs estão relacionadas na aquisição de respiradores e recursos necessários para por em prática novos leitos e espaços físicos”, disse o secretário.

Marcelo Magaldi explicou que a própria equipe técnica de intensivistas (Médicos e Enfermeiros), em Manaus é mais difícil de encontrar. “Mas, nós precisamos de forma urgente ampliar os leitos de UTIs, e para isso, o prefeito Arthur já colocou toda a equipe da Semsa para ajudar no que for preciso para ajudar na aplicação desses leitos, principalmente, com recursos humanos e o que for necessário de espaços e reformas”, ressaltou o secretário.

Rede

Para reforçar a rede de saúde, Marcelo Magaldi disse que a prefeitura fez um chamamento de cadastro de reserva de um processo seletivo com 75 técnicos de enfermagem, 35 enfermeiros, além de abrir um edital para contratar mais 30 médicos. Ainda de acordo com o secretário, o Governo Federal, atendendo ao pedido da prefeitura, abriu 74 vagas para médicos do programa Mais Médicos.

“Muitos deles já estão atuando com a equipe do Estado, não apenas para fazer investigação de novos casos, como também, fazendo coleta de exames”, destacou Magaldi.

Para o presidente da Câmara, vereador Joelson Silva (PSDB), é um momento muito importantes para todos os parlamentares discutir sobre as ações que estão sendo adotadas pela Prefeitura, no momento em que o país vem trabalhando no enfrentamento do coronavírus.

Projeção

O secretário ressaltou que Manaus terá nos próximos 45 dias casos crescentes do novo coronavírus, segundo projeções prevista sobre o Covid-19.

Sem resposta

Até a publicação dessa matéria o Governo do Estado não comentou sobre os argumentos levantados pelo secretário municipal de saúde. A matéria poderá ser atualizada.

 

Henderson Martins, para O Poder

Foto: Divulgação

Últimas Notícias

Wilson Lima movimenta Coari no fim de semana

O governador do Amazonas, Wilson Lima (União Brasil), entregou, na última sexta-feira, 14, oito escolas reformadas e anunciou investimentos...

Mais artigos como este

error: Conteúdo protegido!!