junho 19, 2024 09:40

Sem favorito, disputa majoritária em Autazes se desenha acirrada e indefinida

spot_img

Com uma economia próspera baseada no gado leiteiro e produção de queijos, o município de Autazes, que integra a região metropolitana de Manaus e distante a 112 quilômetros da capital, pode vivenciar uma das eleições mais acirradas de sua recente história política: a disputa pela prefeitura está concentrada em três personalidades do município, que deverão disputar voto a voto a preferência dos poucos mais de 26 mil eleitores.

Pré-candidato à reeleição, o prefeito Andresson Cavalcante (PSC), Thome Neto (PTB) e Waderlan Baixinho (PSD), vão para o ‘tudo ou nada’ quando a campanha eleitoral – se não houver nenhuma mudança no calendário por conta da pandemia do coronavírus – iniciar, no segundo semestre.

Mas, a busca por este eleitor já se desenha acirrada nos bastidores.

Conhecido pelo apelido de “Baixinho” na cidade, o professor do ensino fundamental e ex-secretário de Finanças de gestões anteriores do município, Wanderlan Ramalho, tem ganhado popularidade e até apoio para enfrentar concorrentes experimentados na política. A única experiência de Baixinho na vida pública foi em cargos técnicos, como secretário de Finanças. Ele nunca foi vereador ou mesmo disputou uma eleição majoritária.

De posse de pesquisas internas em que lhe coloca no páreo com Thomé Neto e o prefeito Andresson, Baixinho já vem, inclusive, articulando alianças com outros partidos, como o Podemos e o PCdoB.

“Há um jargão aqui na cidade que fala que ‘Autazes não precisa de político e, sim, de administrador’. Então, um grupo de pessoas me convidou e meu nome foi submetido a uma pesquisa interna e em que saiu bem avaliado na cidade para a disputa eleitoral”, disse Baixinho.

Política de ‘berço’

Mas o vereador Thomé Neto (PTB) não se incomoda com essa popularidade de Baixinho e, tomando como base a sua própria popularidade – ele carrega a marca de ter sido o vereador de dois mandatos mais votado da história de Autazes – está disposto a arriscar uma reeleição na Câmara municipal para disputar a prefeitura da cidade.

Para pavimentar seu caminho rumo à gestão municipal, Thomé afirma que já fechou aliança com PV e PP. Mas, seu maior trunfo vai ser a influência política que herdou da família: seu avó, Tércio Araújo, foi prefeito da cidade e quatro vezes deputado estadual e, seu pai, Thomé Filho, por três vezes administrou o município.

“Meu ponto forte é que nasci em um berço político. Minha família tem uma história política no município de muita credibilidade e honradez”, acrescentou o pré-candidato.

Thomé Neto aposta na rejeição do prefeito Andresson para conquistar os eleitores de Autazes e vencer o pleito. Segundo ele, o prefeito teve a oportunidade com povo e não soube aproveitar. “O povo está pedindo socorro em Autazes em todos os sentidos , então isso me motivou a ser pré candidato. Como fui o vereador mais votado duas vezes vamos botar o nome para o povo julgar”, disse.

Em uma pesquisa eleitoral divulgada pela Action Pesquisas em 2019, Thomé aparecia em primeiro lugar nas intenções de voto.

Reeleição

Ex-presidente da Associação Amazonense de Municípios (AAM), o prefeito Andresson Cavalcante está convicto de sua pré-candidatura à reeleição, tanto que trocou de partido saindo do Pros para o PSC, do governador Wilson Lima.

O partido, inclusive, tem como uma das metas reeleger Andresson em Autazes, assim como outros prefeitos do PSC em outros municípios do Estado.

Procurado pela reportagem, Andresson afirma que confia no trabalho que está realizando em Autazes e que sua pré-candidatura é uma forma de prestar contas a seu “povo”. “As coisas mudaram nos últimos 4 anos e não tenho medo disso, não (pesquisa). O povo vai fazer uma comparação com o que foi feito anteriormente”, disse o prefeito.

Mesmo assim, Andresson disse ter dados de pesquisa interna em que, segundo ele, lhe posiciona em primeiro lugar em relação aos seus adversários, cerca de 7 pontos percentuais em cima do segundo colocado e, dez pontos percentuais, do terceiro.

Para buscar a reeleição, o prefeito disse construiu uma aliança como o Republicanos e o Avante no município e tem apostado em uma agenda positiva na zona rural de Autazes.

 

Valéria Costa, para O Poder

Foto: Montagem

Últimas Notícias

Portaria divulga valores para acerto de contas do piso da enfermagem

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) informa que, após quase um ano, o Ministério da Saúde publicou a Portaria...

Mais artigos como este

error: Conteúdo protegido!!