maio 19, 2024 19:30

Em carta ao governador, Carlos Almeida Filho pede exoneração da Casa Civil

spot_img

Em uma carta endereçada ao governador Wilson Lima (PSC), com data desta segunda-feira, 18, o vice-governador Carlos Almeida Filho (PTB) pediu exoneração do cargo de chefe da Casa Civil e, apresentou como motivo questões familiares.

A iniciativa de Almeida foi semelhante a do então vice-presidente do Brasil, Michel Temer (MDB), quando o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) era iminente. Em uma carta particular à então presidente da República, Temer revela como se sentia no governo e a “desconfiança” com que acreditava estar sendo tratado.

Informações repassadas ao O Poder, de de que a decisão do vice-governador em buscar uma orientação jurídica de forma isolada de Wilson Lima para se defender do processo de impeachment que tramita na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam) deixou o governador e aliados ‘insatisfeitos’.

Mas, no teor da carta de Almeida, ele deixa a entender que deixou o cargo por questões familiares e por passar muito tempo afastado dos filhos. Na carta, o vice fala sobre o processo eleitoral que o conduziu ao cargo de vice-governador e sobre não estar com a mão no ‘timão’, se referindo ao comando do governo do Estado, além de comentar que já exauriu suas forças “remando forte no sentido oposto de muitos nessa Galé”.

Ao finalizar a carta, Carlos Almeida agradece a confiança de Wilson Lima e comunica a exoneração do cargo na Casa Civil.

Leia a carta na íntegra

Carta de Exoneração

 

 

 

 

Henderson Martins, para O Poder

Foto: Arquivo/Secom

Últimas Notícias

Lucenildo lidera com triplo de votos em Alvarães, diz Pontual Pesquisas

O Instituto Pontual Pesquisas realizou estudo eleitoral no município de Alvarães (a 530 quilômetros de Manaus) entre os dias...

Mais artigos como este

error: Conteúdo protegido!!