julho 15, 2024 07:17

TJ-AM transfere julgamento da Adin do impeachment para a próxima terça-feira

spot_img

O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM) adiou nesta terça-feira, 19, o julgamento da Ação Direta de Inconstitucionalidade que suspendeu o prosseguimento do processo de impeachment do governador Wilson Lima (PSC) e seu vice, Carlos Almeida Filho (PTB). O processo foi adiado pelo relator do processo, desembargador Wellington José de Araújo devido a falhas técnicas.

O julgamento ficou para a sessão virtual do Tribunal Pleno da próxima terça-feira, 26.

Wellington Araújo adiou o processo relatando a necessidade de tempo para que os colegas desembargadores tenham oportunidade de analisar o voto do relator.

O adiamento da Adin gerou críticas dos desembargadores Domingos Chalub e Ari Moutinho, que reclamaram da demora para analisar o mérito do processo. Os magistrados comentaram sobre o desgaste político na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), e sugeriram que o processo fosse apreciado pelo plenário nesta terça-feira.

“Há necessidade de referendar ou não essa decisão monocrática pela grande importância da situação que o Estado passa. Ficam meu veemente protesto pelo atraso, embora reconheço que relator não tenha culpa, pode ter sido o sistema”, ressaltou Ari Moutinho.

 

 

 

Henderson Martins, para O Poder

Foto: Reprodução

Últimas Notícias

Mazzini leva multidão em lançamento de pré candidatura em Maués

Com uma multidão de aproximadamente 10 mil pessoas, o lançamento de pré candidatura de Mazzini superou todas as expectativas,...

Mais artigos como este

error: Conteúdo protegido!!