março 4, 2024 23:06

Reabertura do comércio está condicionada à queda dos números da Covid-19, aponta estudo

spot_img

Um estudo promovido por representantes do comércio e do governo do Amazonas prevê a reabertura do setor no Estado a partir de dados que demonstrem a diminuição de casos do novo coronavírus (Covid-19) e de óbitos pelo vírus. A expectativa é que o comércio seja reaberto no dia 1º de junho.

De acordo com o presidente da Câmara Dirigente dos Lojistas Manaus (CDLM), Ralph Assayag, equipes do governo e representantes do comércio estão fazendo um desenho que projetará a possibilidade de retomada das vendas em Manaus.

“Após a elaboração desse projeto, será marcado uma data para expor as projeções que levem à reabertura do comércio”, destacou o presidente da CDLM.

Ralph Assayag explicou que o estudo do governo terá dados nacionais, números de casos testados positivos pela Covid-19, número de mortes e pessoas internadas. “Feito isso, a expectativa é que o comércio retome a partir do dia 1º (junho) ou até antes, isso, atendendo as recomendações necessárias da Organização Mundial da Saúde (OMS) e Ministério da Saúde (MS)”, disse Ralph.

O presidente da CDLM disse que a semana que vem será decisiva para que haja a retomada do comércio, mas, para isso, deve haver a proporção razoável ou baixa dos casos da Covid-19.

‘Não procede’

Em nota, o governo disse que é falsa a informação da reabertura do comércio em geral a partir do dia 30 deste mês e, de bares, restaurantes, estabelecimentos de ensino e academias a partir do dia 13 de junho. Segundo a Secretaria de Comunicação (Secom), o arquivo que circula nas redes sociais com essa afirmação não é documento oficial do Estado.

Conforme a Secom, o governo do Amazonas publicou, no Diário Oficial do Estado de 13 de maio, o Decreto nº 42.278, que prorroga até o dia 31 deste mês a suspensão dos estabelecimentos comerciais e de serviços não essenciais e destinados à recreação e lazer, em função da pandemia de Covid-19.

Ainda de acordo com a Secom, o governador Wilson Lima (PSC) deve reunir, antes do fim desse prazo, com representantes dos Poderes e da sociedade civil para discutir a possibilidade de reabertura gradual dos estabelecimentos ou manutenção das medidas restritivas. As decisões serão tomadas com base na avaliação da curva de casos de Covid-19.

 

 

 

 

Henderson Martins, para O Poder

Foto: Arquivo O Poder

Últimas Notícias

Projeto de Caio André que beneficia atletas de jiu-jítsu avança na CMM

O Projeto de Lei nº 145/2023, que busca isentar a taxa de inscrição em eventos esportivos para atletas praticantes...

Mais artigos como este

error: Conteúdo protegido!!