abril 15, 2024 15:00

Moro nega interferência na investigação da PF sobre hackers

spot_img

Na última quarta-feira, 8, o ex-ministro da Justiça Sergio Moro prestou depoimento à Justiça Federal. Através de videoconferência, o ex-juiz foi interrogado como testemunha no processo da operação Spoofing, que apura a ação de hackers no vazamento de troca de mensagens entre procuradores da Lava Jato.

Na ocasião, Moro negou que tivesse usado o cargo no Ministério da Justiça para interferir nas investigações.

“Como eu fui atacado na condição de ministro da Justiça, funcionário público federal, a competência era da Polícia Federal e da Justiça Federal”, disse. “Como ministro, eu não conduzia nenhuma investigação. Então eu apenas requisitei que a Polícia Federal fizesse aquela apuração”, acrescentou.

Além disso, o ministro alegou que não tinha acesso ao inquérito e negou qualquer influência nas investigações. “A Polícia Federal realizou seu trabalho de maneira independente”, assegurou.

Vale ressaltar que Moro foi um dos que tiveram o aparelho telefônico invadido pelo grupo de hackers, liderado por Walter Delgatti Neto. A investigação apura invasões em números de celular de mil autoridades, de acordo com a Polícia Federal (PF).

 

 

 

 

 

 

Conteúdo: Poder360

Foto: EPA/Juan Carlos Hidalgo / LUSA

Últimas Notícias

Wilson Lima amplia para 97 o número de leitos do Hospital da Criança Zona Oeste

O governador Wilson Lima entregou, nesta segunda-feira, 15, 15 novos leitos de internação no Hospital e Pronto-Socorro da Criança...

Mais artigos como este

error: Conteúdo protegido!!