maio 19, 2024 20:03

RR: Prefeitura de Boa Vista inicia vacinação de crianças com comorbidades nesta terça-feira

spot_img

Roraima – A Prefeitura de Boa Vista inicia nesta terça-feira, 18 a vacinação infantil contra a Covid-19. Nesse primeiro momento, serão imunizadas as crianças de 5 a 11 anos, 11 meses e 29 dias, seguindo os critérios de priorização estabelecidos no Plano Nacional de Operacionalização da vacina (PNO), do Ministério da Saúde, assim como ocorreu durante o início da vacinação do público adulto.

Serão atendidas as crianças, por ordem de prioridades:

  • 18 a 25/01 –Crianças de 5 a 11 anos com deficiência permanente ou comorbidades
  • 26/01 a 02/02 – 11 e 10 anos
  • 03/02 a 10/02  9 e 8 anos
  • 11/02 a 18/02 7 e 6 anos
  • 21/02 – 5 anos

A prefeitura de Boa Vista recebeu 1.090 doses da vacina pediátrica, da Pfizer, repassadas pelo Estado com dosagem especifica para crianças. A aplicação foi autorizara pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e tem intervalo de 8 semanas entre a 1° e 2°.

Inicialmente, a prefeitura vai disponibilizar especificamente para essa campanha infantil, nove unidades básicas de saúde, que funcionarão de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 17h. São elas:

  • UBS Hélio Macedo – Rua Joca Farias, 2199 (Jardim Caranã)
  • UBS Dalmo Feitosa – Rua Austrália, 700 (Cauamé)
  • UBS Ione Santiago – Av. Sebastião Diniz, 115 (São Pedro)
  • UBS Jorge André Gurjão – Rua CC-24, 341 (Laura Moreira/Cidadão)
  • UBS Arminda Gomes – Rua José Airton de Almeida, 422 (Jóquei Clube)
  • UBS Santa Luzia – Rua Abel Moreira Reis, 1786 (Pintolândia)
  • UBS Buritis – Rua Raimundo Figueiras, 661 (Buritis)
  • UBS Raiar do Sol – Rua das Estrelas, 672 (Raiar do Sol)
  • UBS Mecejana – Rua Pavão, 195 9 ( Mecejana)

Critérios para vacinação

As crianças devem estar acompanhadas por pais ou responsáveis, manifestando sua concordância com a vacinação. Em caso de ausência de pais ou responsáveis, a vacinação deverá ser autorizada por um termo de assentimento por escrito.

Deficiência permanente ou comorbidade 

Para comprovação de crianças com deficiência permanente ou comorbidade, no ato da vacinação, os pais ou responsáveis deverão apresentar documento de identificação, CPF ou cartão SUS e cartão de vacina da criança; cópia (que será retida) dos seguintes documentos: Laudo médico, com assinatura e carimbo; receita de medicamentos utilizada pela comorbidade existente assinada e carimbada pelo médico, pelo menos de dois meses; resultados de exames que comprovem a deficiência ou comorbidade e outros documentos que comprovem a deficiência ou comorbidade.

Distribuição 

Por meio de nota horas após publicação de matéria do O Poder sobre a distribuição das doses no Estado, que chegaram no sábado e ainda não haviam sido distribuídas aos municípios, o governo encaminhou uma nova nota detalhando a distribuição das vacinas.

Conforme nota, Boa Vista foi a primeira a receber as doses, um total de 1.090 unidades da vacina e os demais municípios receberão as doses nesta terça-feira, 18.

Além disso, a nota informa, ainda, que “nesta terça-feira o Ministério da Saúde vai enviar a segunda remessa de doses pediátricas para Roraima, totalizando 4.800 unidades da vacina. Toda a remessa será repassada para a capital Boa Vista, para completar a quantidade de doses necessárias para a imunização do público de 11 anos de idade”.

 

Da Redação O Poder 

Foto: Divulgação/SEMUC

Últimas Notícias

Lucenildo lidera com triplo de votos em Alvarães, diz Pontual Pesquisas

O Instituto Pontual Pesquisas realizou estudo eleitoral no município de Alvarães (a 530 quilômetros de Manaus) entre os dias...

Mais artigos como este

error: Conteúdo protegido!!