maio 19, 2024 19:51

RR: Com pouco mais de 7 mil habitantes, São Luiz recebeu R$ 60 milhões em emendas parlamentares em 2023

spot_img

Roraima – Ao longo de 2023, o município de São Luiz, em Roraima, recebeu R$ 60 milhões em emendas parlamentares. Desta forma, a cidade com pouca mais de 7 mil habitantes é a campeã de recebimento de emendas per capita no ano passado. Foram cerca de R$ 8.244  por habitante.

O valor contrasta com o da maioria das cidades brasileiras. Na outra ponta há municípios como Salvador, que recebeu R$ 6,33 por habitante. Com 2,4 milhões de cidadãos, a capital baiana recebeu R$ 15 milhões de emendas. É 1/4 do valor que a cidade de Roraima recebeu.

A desigualdade nos valores per capita ocorre em todo o Brasil. Enquanto há outras cidades pequenas que receberam mais de R$ 1.000 em emendas por cada habitante, a maioria dos municípios brasileiros recebeu um valor per capita inferior a R$ 180.

Há ainda 54 cidades para as quais não houve registro de recebimento de emendas. A maior delas é Santana do Parnaíba (SP), com 150 mil habitantes. O Poder360 entrou em contato com a prefeitura de São Luiz (RR) para saber como foram aplicados os recursos. Vera Lúcia Mendes, chefe de gabinete, enviou à reportagem o telefone do prefeito, James Batista.

Depois disso, durante 3 dias, nem o prefeito, nem Vera atenderam às ligações do jornal digital para falar sobre as emendas. Os valores à cidade foram repassados via emendas Pix, menos transparentes, que permitem que o prefeito decida onde alocar os recursos.

A disparidade no valor per capita das emendas ocorre, entre outros fatores, porque Estados com baixa população e poucos municípios têm maior representatividade no Congresso….

Por exemplo, Roraima tem 15 municípios e 636 mil habitantes. Seus 3 senadores têm direito a direcionar anualmente a mesma quantidade de emendas (R$ 177 milhões) que os 3 senadores de São Paulo (44 milhões de habitantes).

Esse tipo de maior representação no Congresso faz com que a distribuição de emendas, além de seguir critérios políticos, também siga uma lógica própria: municípios de Estados pouco populosos levam vantagem em relação a outras cidades.

Por conta disso, os cidadãos de Roraima receberam R$ 684 pagos em emendas municipais para cada um dos seus habitantes. Os cidadãos do Acre e do Amapá aparecem em seguida no ranking.

Foto: Divulgação 

Últimas Notícias

Lucenildo lidera com triplo de votos em Alvarães, diz Pontual Pesquisas

O Instituto Pontual Pesquisas realizou estudo eleitoral no município de Alvarães (a 530 quilômetros de Manaus) entre os dias...

Mais artigos como este

error: Conteúdo protegido!!