abril 18, 2024 22:24

Vereador Peixoto está na ‘corda bamba’ da Justiça Eleitoral

spot_img

O vereador Antônio Peixoto (Agir) pode ter seu mandato cassado no Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM). O parlamentar responde a um processo movido pelo ex-vereador Isaac Tayah e o Partido Democracia Cristã contra candidaturas consideradas “laranjas” do Agir (antigo Partido Trabalhista Cristão (PTC) nas eleições municipais de 2020. A sigla é acusada de praticar fraude à cota eleitoral de gênero de 30% de candidaturas femininas. 

O julgamento do processo 0601658-89.2020.6.04.0001 iniciou nessa terça-feira, 20, mas foi suspenso após pedido do desembargador Fabrício Frota Marques para que pudesse adequar o voto (veja vídeo no final da matéria) e retornar na próxima pauta, que acontece nesta quinta-feira, 22. Antes, ele tinha aderido ao entendimento do Ministério Público Eleitoral (MPE) de que o Agir tinha praticado a fraude e que os votos dos candidatos beneficiados deveriam ser anulados e os registros eleitorais, cassados. Mas, aderiu à divergência aberta pelo juiz Ronnie Frank Stone. 

Se o Agir perder, o vereador Peixoto deixará sua cadeira na Câmara Municipal de Manaus (CMM). 

 

Priscila Rosas, para Portal O Poder 

Ilustração: Neto Ribeiro/Portal O Poder 

Últimas Notícias

Wilson Lima e Omar Aziz prestigiam abertura de conferência de Ciência, Tecnologia e Inovação

A abertura da etapa Norte da 5ª Conferência Regional de Ciência, Tecnologia e Inovação, organizada pelo ministério da área,...

Mais artigos como este

error: Conteúdo protegido!!