maio 21, 2024 03:52

RR: Sampaio entra com PL para revogar empréstimo milionário ao Governo

spot_img

O presidente da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR), deputado Soldado Sampaio (Republicanos) entrou com projeto de lei, com parceria com o deputado Renato Silva (Podemos) para revogar o empréstimo de 805,7 milhões pedido pelo Governo de Roraima no ano passado.

Os parlamentares justificam que o governador Antonio Denarium (Progressistas) alterou o decreto sobre a destinação do valor do empréstimo, ficando assim diferente do apresentado à Casa Legislativa.

Sampaio usou a tribuna na manhã desta terça-feira (9) e, na oportunidade, afirmou que os R$ 110 milhões previstos para a Saúde foi reduzido para R$ 20 milhões através da abertura de crédito suplementar feita por Denarium. Do total anteriormente acordado, R$ 30 milhões seria para reforma e ampliação da Maternidade de Roraima e R$ 80 milhões para a construção do novo bloco do Hospital Geral de Roraima (HGR).

Além disso, o presidente da Casa disse que os investimentos para a agricultura familiar foi zerado. Antes, seria destinado o valor de R$ 30 milhões ao setor. Também foi zerada a verba prometida para ampliação da Feira do Produtor.

O presidente da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR) Soldado Sampaio (Republicanos) usou a tribuna para explicar o rompimento como governador Antonio Denarium (Progressistas).

O deputado afirmou que nos últimos dois anos, o relacionamento com o chefe do Executivo não continuou com antes das eleições de 2022.

Um exemplo disso foram as tratativas para as eleições municipais deste ano em que Sampaio havia se declarado pré-candidato a prefeito de boa Vista. Conforme ele, o governador decidiu que a candidata do grupo seria a Catarina Guerra e nem se quer lhe comunicou.

“Todos sabem como foi que se deu esse processo. Eu fui tratado lá como se eu fosse um serviçal do governador. E não foi a Catarina que disse isso, foi o Governo. E aliás, foi até um marketeiro ligado ao Governo quem me deu essa comunicação”.

Outro ponto que Sampaio destacou é que os deputados eram pressionados a fazer fotos e vídeos para falar bem do Governo.

“O governador está desrespeitando essa casa quando recebe um deputado que vai lá pleitear a sua emenda, a liberação que é constitucional, é prevista, é legal e quer forçar o deputado a fazer um vídeo falando nem de sua emenda, mas do Governo. Parece que existe um narcisismo fora do comum por parte do governador”.

O parlamentar afirmou que depois da reeleição, o governador miudou a forma de lidar com o Poder Legislativo e passou a centralizar as decisões.

“Começou a ter uma centralização… uma autodeterminação achando que conhece tudo. E achando que a administração pública simplesmente é uma empresa que se administra de acordo com a vocação do dono”.

“Esse isolamento do governador Antonio Denarium, vem ocorrendo, no meu ponto de vista, há muito tempo. Inclusive com esta casa. Essa casa era provocada apendas naquilo que necessitava e interessava ao Governo. E as vezes a gente imaginava e a sensação que nós tínhamos é que o governador queria uma lei delegada, meter um cadeado na porta da Assembleia e fechar e entregar tudo na mão dele”, complementou.

Além disso, ele citou que identificou um certo desespero nas eleições em que, segundo ele, valia tudo para vencer o pleito.

“Me preocupou depois que passamos para uma reeleição. Vi um desespero no processo em que valia fazer tudo e a qualquer custo para ganhar as eleições. E isso causou muito problemas ao nosso Estado. Diga a Justiça Eleitoral”.

 

Da Redação com informações de Roraima 1

Foto: Divulgação

Últimas Notícias

Renan Calheiros é o grande derrotado na CPI da Braskem

A CPI da Braskem vai votar seu relatório final na próxima terça-feira. Criada para investigar as responsabilidades pelo acidente...

Mais artigos como este

error: Conteúdo protegido!!