maio 23, 2024 20:33

Chefe da ONG ‘Pai Resgatando Vidas’ pretendia concorrer a vereador pelo MDB de Braga

spot_img

Duas semanas antes de ser preso pela Polícia Civil do Amazonas, o chefe da ONG ‘Pai Resgatando Vidas’, Cid Marcos Bastos Reis Maia, conhecido como ‘Pai Marcos Bastos’, anunciou a sua pré-candidatura para a Câmara Municipal de Manaus (CMM) com apoio do senador Eduardo Braga. Acusado de desviar dinheiro de doações e de cometer abuso sexual com mulheres em vulnerabilidade, Marcos Bastos já havia concorrido como deputado estadual nas eleições de 2022 pelo MDB de Braga.

Registros nas redes sociais mostram que tanto Marcos Bastos quanto Braga endossavam as candidaturas um do outro. No último dia 23 de abril, o chefe da ONG publicou uma foto ao lado do senador, anunciando a sua pré-candidatura como vereador. “Agradeço imensamente o apoio do senador Eduardo Braga, que tem sido fundamental para essa jornada e a todos que estão ao meu lado nessa luta”, afirma.

Em 2022, Marcos Bastos participou de convenções do partido e integrou a comitiva de Eduardo Braga que circulou por diversos municípios do Amazonas. “Mais uma missão, agora a gente tá indo para Manaquiri, com a comitiva do senador Eduardo Braga mais uma vez, nessa luta de correr atrás das autoridades. O senador Eduardo Braga me convidou pra participar da comitiva e eu estou indo”, disse em uma live realizada no Facebook.

Durante as eleições de 2022, 99% das doações recebidas para a campanha eleitoral de Pai Marcos vieram do diretório estadual do MDB, que repassou o montante de R$ 376.294,98. Na plataforma Divulgação de Candidaturas e Contas Eleitorais do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), sua situação consta como suplente. Ele recebeu 4.995 votos (0,25%).

 

Da Redação

Foto: Divulgação

Últimas Notícias

‘O problema é o miolo’, diz Marina sobre BR -319

A ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, quer estender o modelo de licenciamento ambiental da exploração de petróleo na...

Mais artigos como este

error: Conteúdo protegido!!