julho 13, 2024 08:12

RR: ALE-RR questiona ‘milagre’ do aparecimento de R$ 400 milhões nas Secretarias

spot_img

Durante a sessão plenária nesta quinta-feira, 6, deputados estaduais chamaram a atenção para um “mistério”. Recursos que somam R$ 400 milhões e que não estavam previstos na Lei Orçamentária Anual (LOA) e nem foram aprovados na Assembleia, apareceram milagrosamente em secretarias estaduais.

“Ficar aprovando orçamento para criar déficit a fim de poder fazer o que quiser com o dinheiro público sem passar por aqui, isso tem que acabar. Eu tenho apenas seis anos de mandato, mas eu nunca vi uma Casa tão capacho do palácio [do governo] como eu vejo hoje”, disse o deputado Renato Silva.

A deputada Aurelina Medeiros, aliada do governador Antonio Denarium (PP), sugeriu que os titulares das secretarias de Estado da Fazenda (Sefaz) e Planejamento e Orçamento (Seplan) sejam convocados a prestar esclarecimentos sobre o montante “perdido” e encontrado posteriormente em algumas pastas do governo.

“Isso é grave. Se acharam agora, estava perdido quando o orçamento veio para cá? Eu aprovei um orçamento onde não tinha restos a pagar, com empenhos anulados porque não tinha recursos para cobri-los. Eu queria saber por que, de repente, encontraram esses R$ 400 milhões e de onde vieram”, questionou a parlamentar, relembrando que o orçamento que chegou à ALE-RR para aprovação estava com um déficit de mesmo valor.

CPI

Ainda sessão, o deputado Renato Silva disse que é preciso abrir a caixa preta do Governo. Ele ainda reclamou que os deputados não deixam abrir CPI e nem fiscalizar o Estado “porque ofende o Governo”. O parlamentar ainda explicou que a Assembleia deu condições para a promoção dos policiais civis e o governador quer levar o mérito sozinho. No orçamento os deputados aprovaram R$ 33 milhões para promoção da PCRR.

Servidores que não vão pra reunião da Catarina são exonerados

Uma informação que chegou a esta coluna dá conta de uma grande leva de demissões na Secretaria de Saúde do Governo de Roraima (Sesau) esta semana. Segundo uma fonte, isso está ocorrendo porque estes servidores não compareceram à reunião a Catarina Guerra na segunda-feira (6). A secretária Cecília Lorezon teria ficado furiosa e =, como sempre, foi implacável com os servidores.

Bombeiros

Uma denúncia enviada à reportagem explica que novamente o Governo está se utilizando de manobras imorais para barganhar apoio político. Isso porque o Estado colocou à disposição dezenas de militares de alta patente do Corpo de Bombeiros, simplesmente para abrir vagas fictícias para poder promover militares. As informações estão no boletim geral do próprio Corpo de Bombeiros. Segundo o denunciante isso que ele esta fazendo é no mínimo imoral.

A revolta e porque o Governo fala que não tem condições de dar o aumento anual obrigatório para os servidores, mas beneficia de forma imoral e com “jeitinhos” pessoas que prometem apoio político. O pior é que mesmo colocando inúmeros militares à disposição só para poder promover outros sem ter vaga, alguns desses militares nem aparecem no seu local de trabalho. Conforme a fonte, basta perguntar de qualquer aluno dessas escolas, pois os militares são colocados a disposição de faixada, muitos nem indo no seu local de trabalho.

Os alunos da escola Maria de Lourdes, nunca viram e não sabem nem quem um certo militar destacado para a unidade, pois, segundo informações, ele nunca teria aparecido por lá. Além disso, como esse tem vários que só ficam à disposição no papel para poderem ser promovidos ou deixarem algum apadrinhado político ser promovido.

Além de colocar esses militares à disposição para poder promover seus apadrinhados, o governador ainda prometeu diminuir pela metade o tempo necessário para promoção, tudo isso por barganha política isso é imoral. Antes de fazer essa manobra que abre vaga fictícia para promover, o Alto Comando faz reuniões para poder explicar como funciona e se a pessoa vai dar o apoio necessário.

“Não dar para entender, pois o Bombeiro fala que está com pouco efetivo e na hora que é para fazer essas imoralidades dezenas são colocas disposição de uma única vez, e tudo isso pra promover mesmo sem vaga, pois são fictícias ,os militares não saem e nem se aposentam apenas ficam a disposição e depois voltam para os bombeiro e muitos retornam logo após a promoção, ficando claro quer essa manobra é exclusivamente eleitoreira e pra beneficiar alguns) e sem tempo, pois o governador ainda vai diminuir pela metade o tempo necessário, e na maioria esmagadora é para beneficiar oficias os praças que se virem”, explicou o denunciante.

O denunciante enviou à redação um documento que mostra a publicação dos Bombeiros colocando militares nas escolas militarizadas. E são realmente todos de alta patente.

“Me pergunto onde estão os órgãos fiscalizadores do estado que deixam isso acontecer livremente e não fazem nada. Esse é só um dos documentos que coloca eles a disposição, pois para não ficar escancarado, dividem em varias publicações”, complementou.

Queimadas

Para quem já esqueceu, é importante lembrar que, recentemente, durante as gigantescas queimadas que ocorreram em Roraima, o próprio Governo tornou público que só dispõe de pouco mais de 340 bombeiros. O número foi insuficiente para combater o fogo que se alastrava em todos os municípios.  O que causou revolta na população, pois nem mesmo os brigadistas o Governo convocava para ajudar os militares.

Agora, mesmo com o baixo efetivo, o Estado envia militares de alta patente para as escolas, em vez de fazer concurso para contratar mais profissionais.

E tudo isso, só em prol de uma política que só beneficia a alguns.

 

Da Redação com informações de Roraima Em Tempo

Foto: Divulgação

Últimas Notícias

Silas, Dan e Joelson, são multados pelo TRE-AM

O Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) realizou o Cumprimento de Sentença (156) nº 0602254-08.2022.6.04.0000, referente a Representação por...

Mais artigos como este

error: Conteúdo protegido!!