fevereiro 22, 2024 11:09

Justiça determina que Estado crie mais leitos para pacientes da Covid-19

A Justiça do Amazonas determinou ao Governo do Amazonas a ativação de todos os leitos do Hospital Delphina Aziz e a contratação de leitos do Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV) e Hospital Beneficente Português para atender pacientes com a Covid-19. A Justiça atendeu ao pedido de uma Ação Civil Pública ajuizada pelo Ministério Público do Amazonas (MP-AM) contra o Estado.

Decisão assinada pelo juiz da 4ª Vara de Fazenda, Paulo Fernando de Britto Feitoza, ele também determinou que o Estado providencie ventilação forçada nas tendas e entradas dos Prontos-Socorros e Hospitais que atendam pacientes com coronavírus, a apresentação de relatório quinzenal sobre a compatibilização de quantitativo de leitos de Unidade de Terapia Intensiva e leitos clínicos para pacientes infectados com o vírus.

O juiz também determinou a imediata retirada dos prontos-socorros de pacientes que estejam internados em cadeiras e macas, que sejam transferidas para unidades de saúde, onde possam ter assistência em leitos adequados às suas necessidades.

Na decisão, o magistrado destaca que, diante das argumentações do MP e notícias de que o Amazonas lidera o ranking nos casos de infecção e mortes, há evidencias de omissão do Governo do Amazonas. “Fica evidente que há omissão do Estado do Amazonas em promover medidas eficientes no combate à Covid-19, omissão esta, que põe em risco a vida dos portadores da doença, bem como daqueles que, mesmo não estando contaminados, carecem de atendimento médico urgente e constante.”

A decisão deve ser cumprida no máximo em cinco dias sob pena de aplicação de multa diária de R$ 100 mil, sem limite de dias-multa. “Se aplicará solidariamente tanto à Fazenda Estadual quanto aos agentes responsáveis pela implementação da ordem judicial”, diz trecho da decisão do dia 15 deste mês.

O juiz alerta, ainda no documento, que o gestor público pode responder pelo crime de desobediência e improbidade administrativa, se descumprirem a ordem.

Confira a decisão:

decisão acp covid

Álik Menezes, para O Poder

Foto: Divulgação

Últimas Notícias

Roberto Cidade com “carta branca” para conduzir o União Brasil e á eleição em Manaus

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), deputado Roberto Cidade vai assumir o diretório municipal do...

Mais artigos como este

error: Conteúdo protegido!!