maio 21, 2024 10:01

‘Há oportunistas fazendo palanque sobre os cadáveres’, diz Wilson Lima sobre crise política

spot_img

Em entrevista coletiva on-line na noite desta terça-feira, 12, sobre a atualização de casos do novo coronavírus no Amazonas e a prorrogação do isolamento social, o governador Wilson Lima (PSC) afirmou que o Estado vive uma crise política e há pessoas “oportunistas fazendo palanque sobre cadáveres”.

Lima disse que a crise política que o Estado atravessa está contaminada pelo processo eleitoral deste ano e, sem citar nomes, disse que as pessoas tentam transformar esta crise em maior que a crise na saúde por conta da Covid-19. “Isso drena a energia do Estado e drena a energia de poderes que são fundamentais nesse momento em que todos deveriam estar em busca de soluções e alternativas para ampliar a rede de atendimento às pessoas que são atingidas pela Covid-19”, disse.

O governador ressaltou que estão fazendo das mortes de pessoas vítimas do coronavíus em palanque.

“Essas pessoas oportunistas não podem estar fazendo palanque com o sofrimento de muitos amazonenses, muitos brasileiros que estão perdendo seus entes queridos. Estão fazendo palanque sobre os cadáveres. É lamentável. A história vai cobrar isso. É importante que as pessoas coloquem as mãos na consciência principalmente as autoridades que detêm um cargo eletivo, qual tem sido meu papel nesse processo: ‘qual tem sido a minha contribuição para superar esse momento do coronavírus?’ O quê que eu estou fazendo para que mais pessoas não venham a óbito?’ É necessário que haja a união de todo mundo”.

O governador também falou sobre o novo decreto com medidas para o enfrentamento do novo coronavírus, que foi assinado por ele na segunda-feira, 11, e será publicado e começará a vigorar no dia 15. A novidade nesse novo decreto é a determinação do uso de máscaras de proteção.

Impeachment 

Wilson Lima e o vice, Carlos Almeida Filho (PRTB), são alvos de processo de impeachment que tramita na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas.

Nesta terça, 12, depois de mais de três horas de tumulto, bate-boca e confusão na sessão virtual da Aleam, entre os deputados da base governista e o presidente da casa, Josué Neto (PRTB), a sessão foi encerrada e a comissão especial que vai analisar o processo não foi instalada.

 

 

 

Álik Menezes, para O Poder

Foto: Reprodução 

Últimas Notícias

Relatório final da CPI da Braskem é aprovado

Foi aprovado na manhã desta terça-feira, 21, no Senado Federal, a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Braskem. O...

Mais artigos como este

error: Conteúdo protegido!!