junho 28, 2022 15:13

Problema no painel eletrônico gera discussão entre vereador e vice-presidente da CMM

spot_img

O fim da votação das pautas desta quarta-feira, 22, foi marcado por uma discussão entre o presidente da Sessão e vice-presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), Wallace Oliveira (Pros), e Amom Mandel (Cidadania). Após pedir o restabelecimento de quórum, Mandel e Rodrigo Guedes (Republicanos) pediram a votação nominal. 

A insistência de Mandel irritou a Mesa Diretora e os vereadores da base que estavam presentes. “Não há sentido em gastar centenas de milhares de reais em dinheiro público para termos esse terminal e o painel para depois não utilizarmos toda vez que solicitamos”, argumentou Mandel. O painel eletrônico da CMM custou mais de R$ 630 mil e foi instalado na gestão do vereador Joelson Silva (Patriota), em 2019. Durante a pandemia, ele não foi usado e, no retorno para as sessões híbridas, serviu para transmitir imagens na sessão. O painel começou a ser devidamente utilizado quando as sessões voltaram a ser presenciais.

“Senhores vereadores, nós (Mesa Diretora) tivemos informação, agora, da técnica que estamos com um problema no painel”, explicou Oliveira. 

O presidente da Sessão ainda explicou que a votação nominal é utilizada quando se tem dúvidas sobre o voto. Mandel protestou. 

“Calma vereador, estou falando. Vossa Excelência pede respeito, então tenha um pouco de respeito, também, porque o presidente está falando. Então, o que acontece é uma questão de entendimento. Acho que na votação não se tem dúvida”, disse Oliveira. 

“Temos visto problemas frequentes em relação a este painel. Por que não foi consertado ainda? Ou Vossa Excelência está falando aí que tem um problema? Então, qual é o problema?”,  reclamou Amom Mandel. 

“Vossa Excelência tem toda a prerrogativa de questionar. Faça um memorando, um documento e cobre. É seu direito e o senhor deverá ter resposta. Eu só me lembro que hoje estou relatando esse problema. Frequentemente, sinceramente, eu não lembro. Frequentemente, é todo dia e toda hora e isto eu não lembro. Mas, o senhor tem todo o direito de fazer um memorando”, rebateu Wallace.

Apesar do presidente da Sessão não se lembrar, no dia 23 de maio, ele foi o responsável por comunicar aos vereadores, servidores e ao público em geral que o painel eletrônico da Casa Legislativa não estava funcionando por problemas técnicos

Oliveira concedeu a palavra a Amom Mandel e pediu para avançarem. Mandel, por sua vez, pediu para assegurar sua questão de ordem porque outros vereadores protestavam para que ele não falasse. 

“Eu tenho essa prerrogativa. Então, por gentileza, os pares que não estão querendo, tenho informação a prestar. Presidente, há várias semanas eu peço a votação nominal e a utilização do registro eletrônico de voto e todas as vezes Vossa Excelência não dá justificativa nenhuma. A interpretação que eu tenho é que o problema é frequente”, disse Amom. “Eu não tenho informação, só por isso, não lhe digo”, rebateu Oliveira.

 

 

Priscila Rosas, para Portal O Poder 

Foto: Robervaldo Rocha/CMM 

Últimas Notícias

TCE atende MPAM e determina suspensão de pregões em Manaquiri

Atendendo representação do Ministério Público do Amazonas (MPAM), o Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM) determinou a...
- Publicidade -spot_img
- Publicidade -

Mais artigos como este

- Publicidade -spot_img
- Publicidade -spot_img
error: Conteúdo protegido!!