fevereiro 26, 2024 04:09

Destino de Silas Câmara pode ser definido apenas ano que vem

spot_img

O destino de Silas Câmara (Republicanos) pode ser decidido só daqui a 40 dias. Isso porque o desembargador eleitoral Marcelo Vieira pediu vistas do processo e só deve retorná-lo para a Corte após o recesso forense do Judiciário. O Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) ainda não divulgou a data. 

Não é só o futuro do deputado federal que está em jogo ao final deste período. O relator do processo, desembargador Pedro Ribeiro, pediu a cassação e exclusão dos votos atribuídos a Silas. Caso o parlamentar seja cassado, a possível recontagem pode mudar o cenário da bancada federal da Câmara. A repercussão do caso tem causado longos debates sobre os possíveis nomes entre advogados eleitorais e a classe política. 

O voto do relator foi acompanhado na íntegra pela desembargadora Carla Reis, pelo desembargador Fabrício Marques e pelo juiz eleitoral Marcelo Soares, o suficiente para formar a maioria. 

Mesmo que Silas Câmara seja cassado pelos desembargadores do TRE-AM, o parlamentar pode recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Enquanto isso, ele mantém o cargo exercendo suas atividades como deputado federal normalmente.   

 

Da Redação 

Foto: Divulgação

 

Últimas Notícias

“Devemos passar uma borracha no passado” diz Bolsonaro em ato.

Lideranças da direita brasileira e os apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro, que é investigado por tentativa de golpe entre...

Mais artigos como este

error: Conteúdo protegido!!