julho 13, 2024 09:38

Senadores amazonenses serão decisivos para aprovação de Dino ao STF

spot_img

O ministro da Justiça, Flávio Dino, fez na terça-feira, 12, sua última peregrinação pelos gabinetes dos senadores antes da sua sabatina na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). A reunião que foi importante contou com a participação do presidente Lula para articular junto com o senador Omar Aziz (PSD-AM), membro da maior bancada do senado e Eduardo Braga (MDB-AM), o  segundo maior partido do Senado, para analisar o nome do indicado de Lula para o Supremo Tribunal Federal (STF) está marcada para esta quarta-feira, 13.

Após a visita de Dino, o líder da bancada do MDB, senador Eduardo Braga (AM), disse não ver “dificuldade” de todo o partido votar pela aprovação do ministro. Ao todo, a sigla conta com 11 senadores, atrás apenas de PSD (15) e PL (12).

“Além do meu próprio voto, não vejo dificuldades da bancada votar unida no nome de Flávio Dino, nesta quarta-feira, na CCJ”, acenou Braga.

Para ser aprovado, Dino precisa reunir ao menos 41 votos em plenário. Além do MDB, o ministro de Lula se se reuniu mais cedo com a bancada do PSD, do senador Omar Aziz (PSD-AM) e com a bancada feminina.

“Tenho conversado com todos que manifestam abertura ao diálogo. Não tenho visão preconceituosa com partidos”, disse Dino.

Como será a sabatina?

Antes de um encontro com toda a bancada do MDB, Dino também esteve com Alessandro Vieira (MDB-SE) e com Styvenson Valentin (Podemos-RN).

Vieira chegou a anunciar que vai tentar separar as sabatinas do indicado ao STF e do indicado à Procuradoria-Geral da República (PGR), Paulo Gonet.

As duas foram agendadas para ocorrer simultaneamente, o que foi classificado pela Transparência Internacional como “um completo ‘faz de conta’ de controle do Legislativo às nomeações do Executivo”.

Reunião PSD

O ministro Flávio Dino e o subprocurador Paulo Gonet, escolhido para comandar a Procuradoria-Geral da República (PGR), também fizeram ontem, uma última ofensiva em busca de votos de senadores para terem seus nomes confirmados nos respectivos cargos.

Dino participou de uma reunião com a bancada do PSD, do senador Omar Aziz (PSD-AM), a maior do Senado, com 15 parlamentares. A expectativa é que o presidente do partido, Gilberto Kassab, também esteja no encontro.

Ao chegar, Dino disse que estava otimista com sua aprovação.

“Está indo bem tranquilo, o clima é muito bom” disse Dino.

Gonet, por sua vez, esteve no gabinete de Humberto Costa (PT-SP) e deve também se reunir com integrantes do PSD, na sequência.

 

 

Com informações de O Antagonista e Folha de Pernambuco

Foto: Divulgação

Últimas Notícias

DNIT recupera trechos da BR-319 enquanto não sai a liberação ambiental

Uma boa noticia para o Amazonas foi confirmada pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) que anunciou diversas...

Mais artigos como este

error: Conteúdo protegido!!