julho 15, 2024 07:49

Após sair da prisão, Simão terá que explicar possível perseguição política

spot_img

O prefeito de Borba (a 149 quilômetros de Manaus), Simão Peixoto, vai ter que explicar uma suposta perseguição política ao Ministério Público do Amazonas (MPAM). O Edital de Aviso da Notícia de Fato nº 040.2023.000627 foi publicado no diário oficial do órgão e foi assinado pela promotora de Justiça de Novo Aripuanã, Jarla Ferraz Brito, no último dia 4. 

Simão Peixoto terá que comprovar quais foram as ameaças sofridas em um prazo de dez dias. 

Na última semana, Simão Peixoto foi preso pela Polícia Federal por  suspeita de manipular testemunhas em uma investigação que apura desvios de recursos públicos destinados à compra de merenda escolar no ano de 2020. Ele foi solto pela juíza federal do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), Solange Salgado da Silva, que não encontrou ilegalidade na conduta do prefeito de Borba.  

Veja:

 

Priscila Rosas, para Portal O Poder 

Ilustração: Neto Ribeiro/Portal O Poder 

 

Últimas Notícias

TCE-AM nega recurso de Bi Garcia sobre denúncia formulada por Brena Dianná

O Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM) negou o provimento, no mérito, ao recurso de reconsideração interposto...

Mais artigos como este

error: Conteúdo protegido!!