março 5, 2024 05:48

Marina Silva retorna ao Amazonas para encontro em São Gabriel da Cachoeira

spot_img

Quase três meses depois, a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva vai voltar ao Amazonas, ainda sob a desconfiança dos amazonenses que ficaram chocados após declarações dela contrárias ao asfaltamento de trecho da BR-319 (Manaus-Porto Velho). A ministra visita o município de São Gabriel da Cachoeira (a 852 quilômetros de Manaus), onde vai participar nos dias 27 e 28. do Encontro Indígenas na Política, quando também deve ocorrer o lançamento da candidatura a prefeito de Marivelton Baré pelo Rede Sustentabilidade.

O município que, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), é a segunda cidade com a maior população indígena do Brasil, vai contar com o lançamento da Cartilha de Política em 5 línguas originárias e formalização do Elo Indígena da Rede.

Na oportunidade o Rede Sustentabilidade do Amazonas vai realizar o lançamento da pré-candidatura de Marivelton Baré para o cargo de prefeito de São Gabriel nas eleições deste ano.

Cartilhas políticas em línguas indígenas

No encontro acontecerá o lançamentos das a Cartilha de Competências do Executivo e Legislativo Municipal em cinco línguas indígenas: Tikuna, Nheengatu, Kayapó, Wapichana e Guarani. O objetivo é promover uma educação política acessível.

De forma didática, a publicação explica o funcionamento da política no Brasil como parte da missão institucional de levar educação política e formar lideranças nas comunidades indígenas, em preparação para as eleições municipais deste ano.

Presença da Funai

Além de Marina Silva, O lançamento contará com a presença da Joenia Wapichana, presidenta da Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai) e representantes de diversos povos indígenas, como: Marievelton Barroso, Vanda Witoto, Elias Marubo, Milena Kukama, André Baniwa, Ariene Susi, Mel Mura e Edson Kambebba.

Lançamento de pré-candidato

Marivelton Rodrigues Barroso, natural de Santa Isabel do Rio Negro, é um líder indígena do povo Baré. Ele é presidente da Federação das Organizações Indígenas do Rio Negro (FOIRN) e membro da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib).

“Puxão de orelha”

O senador do Amazonas, Omar Aziz (PSD) e o governador do Estado, Wilson Lima (União Brasil), chegaram a criticar as declarações em rede nacional da ministra Marina Silva contra o asfaltamento do trecho do meio (400 quilômetros) da BR-319 (Manaus-Porto Velho). Omar Aziz afirmou que o pensamento de hoje sobre a BR-319 “é o mesmo de 20 anos atrás” e alegou que é preciso olhar a condição dos moradores da região. O senador chegou a chamar Marina Silva de retrógada, ao cobrar a conclusão das obras da rodovia que foi vetado por pareceres do Ibama, subordinado ao Ministério do Meio Ambiente.

Da Redação, com informações Real Time

Ilustração: Neto Ribeiro

Últimas Notícias

Projeto de Caio André que beneficia atletas de jiu-jítsu avança na CMM

O Projeto de Lei nº 145/2023, que busca isentar a taxa de inscrição em eventos esportivos para atletas praticantes...

Mais artigos como este

error: Conteúdo protegido!!