maio 21, 2024 03:58

Portal O Poder processa diretora do RealTime1, que não responde Justiça

spot_img

O Portal O Poder entrou com duas ações judiciais contra o RealTime1, na figura de Liliane Maia, diretora do veículo. O processo foi recebido e está em revelia porque não houve resposta, mesmo com notificação judicial.

O segundo processo é do dia 5. Ou seja, a Justiça está há 14 dias querendo localizar Liliane Maia.

Em março deste ano, a matéria do Portal O Poder informou que o RealTime1 não revela quem é o técnico responsável pelas análises duvidosas. Após ser provocado e depois de tanto tempo sem identificar o “profissional”, o site usou a desculpa de que não tem analista e usa ferramentas de Inteligência Artificial (IA). O portal não esclarece qual método utiliza em suas análises.

No dia 8 de fevereiro, o Portal RealTime1 publicou essa inovação, que seria uma espécie avalista de todas as pesquisas publicadas dessa data em diante. No seu próprio texto, é revelado que as análises eram feitas pelos jornalistas do portal. Ainda afirmam que tais profissionais iriam avaliar a qualidade das pesquisas, atribuindo pesos para cada tópico analisado e pontuação individual para cada resposta.

Durango silencia

Ao ser questionado pelos jornalistas do Portal O Poder, o empresário chegou a responder mas, logo em seguida, apagou a resposta.

A pergunta era se o empresário contribuía de alguma forma para o site RealTime1, também foi questionado se ele concordava com a postura do site em avaliar pesquisas eleitorais e o motivo do portal nunca emitir notas paras as pesquisas realizadas pela Perspectiva.

Perseguição contra a Pontual

Em um período de 45 dias, foram produzidas nove matérias contra Pontual Pesquisas. Algumas delas, os analistas examinam e emitem nota para influenciar o judiciário ao questionarem prazos, metodologia, tipo de resposta.

Isso tudo configura uma clara perseguição à Pontual Pesquisas, possivelmente por ser adversária do instituto protegido pelo RealTime1, e tentando prejudicar o seu trabalho.

Não se fala uma vírgula da Perspectiva de Durango

O site de notícias RealTime1 também perseguiu outros institutos de pesquisa eleitorais. Direto ao Ponto, IPEN, InnQuesti, Paraná Pesquisas, AtlasIntel, além da Pontual Pesquisas foram alvos do portal. Com isso, o site impede que a sociedade obtenha informações sobre o pleito de 2024.

No dia 2 de janeiro, Durango Duarte informou, com exclusividade ao site RealTime1, que não iria realizar pesquisas eleitorais relacionadas às eleições deste ano. Coincidentemente, um pouco mais de um mês depois, no dia 8 de fevereiro, o site começou a fazer as “análises fakes” das pesquisas divulgadas.

Durango também admitiu, por meio de live, que faz pesquisas eleitorais por telefone. Veja vídeo:

Entretanto, no caso dos estudos divulgados pela Perspectiva Mercado e Opinião, que pertence a Durango Duarte, o RealTime1 manteve-se em silêncio e não fez nenhuma análise sobre as pesquisas feitas por telefone, além de omitir o técnico analista que questiona todos os estudos publicados até então, com análises sem embasamento científico e sem aval dos órgãos reguladores responsáveis.

RealTime1 tenta influenciar Judiciário 

O RealTime1 tem tido uma postura de pré-julgamento. No caso da matéria postada nesta sexta-feira, 19, o site alega possíveis fraudes na pesquisa e adiantando a movimentação dos advogados do Avante. A  relação de “plena sintonia” entre um advogado que representa um partido e o portal é, no mínimo, suspeita.

 

Da Redação

Foto: Reprodução

Últimas Notícias

Renan Calheiros é o grande derrotado na CPI da Braskem

A CPI da Braskem vai votar seu relatório final na próxima terça-feira. Criada para investigar as responsabilidades pelo acidente...

Mais artigos como este

error: Conteúdo protegido!!