maio 21, 2024 00:39

AC: Gladson será julgado na próxima quarta-feira pelo STJ

spot_img

A Procuradoria Geral da União (PGR) acusa o governador por crimes de organização criminosa, corrupção, peculato e fraude em licitação. A PGR quer o afastamento do governador no STJ e ainda denuncia familiares dele, empresários e servidores por recebimento de propina e desvios em obras.

Os ministros da Corte Especial vão aceitar a denúncia contra Cameli, afirmam interlocutores do STJ. O governador, mesmo réu, não deve ser afastado do cargo. O afastamento é considerado pelos ministros uma medida drástica que configuraria condenação antecipada do governador e que os fatos, que motivaram o afastamento, não são amparados em argumentos atuais.

Denúncia

Em novembro do ano passado, a PGR denunciou o governador por suspeita de integrar organização criminosa que gerou prejuízo aos cofres públicos na ordem de R$ 11,7 milhões, e solicitou o afastamento dele. Um mês depois, Cameli apelou ao Supremo Tribunal Federal (STF) para derrubar as investigações que basearam a acusação.
Os advogados do governador alegaram ao STF que o início das apurações da Operação Ptolomeu, que mira desvios em contratos do governo acreano, violou a competência do STJ como foro para investigar governadores.

Da Redação, com informações Metrópoles

Ilustração: Neto Ribeiro

Últimas Notícias

Renan Calheiros é o grande derrotado na CPI da Braskem

A CPI da Braskem vai votar seu relatório final na próxima terça-feira. Criada para investigar as responsabilidades pelo acidente...

Mais artigos como este

error: Conteúdo protegido!!