junho 15, 2024 07:06

Após recomendação do MP, prefeito de Humaitá revoga decreto que liberava comércio

spot_img

O Ministério Público do Amazonas (MP-AM) recomendou ao prefeito do município de Humaitá, Herivâneo Vieira de Oliveira (PL), que revogue decreto municipal que permite o funcionamento de estabelecimentos comerciais e serviços não essenciais normalmente na cidade. O ato foi publicado no Diário Oficial do MP nesta terça-feira, 7, e leva em consideração a pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Na recomendação, o promotor Rodrigo Nicoletti destaca que é direito de todos e dever do Estado garantir à redução do risco de doenças e de outros agravos, além de levar em consideração  as recomendações do Ministério da Saúde e o decreto do governo do Amazonas de número 42.061, de março de 2020, em que determina situação de emergência na saúde pública do Estado por conta da Covid-19 e o decreto estadual 42.101, de 23 de março, que suspendeu o funcionamento de todos os estabelecimentos comerciais e de serviços não essenciais e destinados a recreação e lazer pelo prazo de 15 dias.

O decreto 62/2020, que dava orientações, regras e determinações diante da pandemia para o município, teve um artigo revogado pelo prefeito no novo decreto, de número 68/2020, liberando o funcionamento de comércios e estabelecimentos de serviços não essenciais.

O promotor recomenda a revogação do decreto 68/2020 e a restauração do artigo municipal número 62/2020. Segundo o documento, o não cumprimento da recomendação configurará como dolo e poderá acarretar em ato de improbidade administrativa considerando a omissão em adotar medidas para combater o coronavírus.

O Poder entrou em contato com o prefeito de Humaitá, Herivâneo Vieira de Oliveira para questionar sobre o decreto e se já estava ciente da recomendação do MP. “Já fiquei ciente da recomendação e já revoguei o decreto hoje. Vai sair no Diário Oficial de amanhã. Vou acompanhar o decreto do governador e prorroguei por mais 15 dias. É melhor prevenir do que remediar”, ponderou.

 

Álik Menezes, para O Poder

Foto: Divulgação

Últimas Notícias

RR: Relatora que irá julgar Denarium é escolhida no TSE

Em parecer enviado ao Tribunal Superior Eleitoral, a Procuradoria-Geral Eleitoral defendeu a cassação do governador de Roraima Antonio Denarium...

Mais artigos como este

error: Conteúdo protegido!!